Mario Gobbi tratou de incentivar elenco para a final do Campeonato Paulista no domingo

O elenco do Corinthians não teve muito tempo para lamentar a eliminação da Libertadores. Abalados pelo tropeço diante do Boca Juniors na última quarta-feira, os titulares ficaram apenas na sala de musculação, enquanto os reservas treinaram até debaixo de chuva sob os olhares atentos de Tite e do presidente Mário Gobbi, visando à decisão do Campeonato Paulista diante do Santos.

Paulistão vira consolo para o Corinthians e motivação para fechar ciclo de Tite

Dentre os que participaram do empate em 1 a 1 no Pacaembu, apenas o meia Douglas, que entrou no segundo tempo, participou de todo o trabalho desta quinta-feira. Depois, no entanto, o goleiro Cássio apareceu para participar da atividade. O goleiro, inseguro em alguns lances da partida contra o Boca, começou treinando sozinho em um dos campos do fundo antes de se juntar ao grupo, que também contou com o chinês Zizao

Em meio ao clima de decepção, um jogador teve motivos para comemorar. Treinando no Corinthians para se recuperar de lesão no joelho desde que deixou o Flamengo no início do ano, o volante Cláudio Maldonado participou de todo o treinamento com os reservas. O chileno de 33 anos se posicionou à frente dos defensores, apresentou boa movimentação e mostrou qualidade na saída de bola.

Assim como Cássio, Chicão treinou em separado do grupo. O zagueiro tenta recuperar a forma física e realizou trabalhos físicos sozinho em um dos gramados do CT Joaquim Grava. Antes capitão e intocável, o defensor sofre com uma lombalgia e tem desfalcado do Timão nas últimas semanas. Além disso, perdeu espaço com o crescimento de Gil.

*com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.