Confiante na possibilidade do título, lateral acredita que a força da torcida santista pode impulsionar a virada da equipe na decisão do Paulista

Léo, lateral-esquerdo do Santos
Arquivo iG
Léo, lateral-esquerdo do Santos

Após ser derrotado pelo Corinthians no último domingo, o Santos agora se concentra no segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Paulista. No próximo domingo, o time tenta reverter a vantagem do rival para ser campeão estadual pela quarta vez consecutiva. Confiante na possibilidade do título, o lateral esquerdo Léo acredita que a força da torcida santista pode impulsionar a virada da equipe.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A única certeza que nós temos é que vamos poder contar com o nosso 12° jogador: a torcida. Temos que falar pouco e nos concentrarmos no que precisamos fazer. Temos que puxar essa força do 12° jogador, tem que ser de dentro para fora, para que a torcida se empolgue vendo que o time está buscando o gol e quer o resultado", disse o experiente camisa 3 alvinegro.

Mas, além do apoio vindo das arquibancadas, Léo sabe que o Santos precisa ter uma postura diferente dentro de campo. O veterano ala lembrou que o Peixe esteve abaixo do esperado, no primeiro tempo da partida que abriu a decisão, e que essa situação não pode se repetir no segundo confronto.

"Não podemos aceitar a marcação deles, como foi no último domingo. Não conseguíamos ter mobilidade em campo, pois aceitamos demais o jogo deles. Mas isso ficou para trás, erramos tudo o que tínhamos para errar no Pacaembu. Não temos mais margem para erro. Temos que colocar a cabeça no lugar e focar no nosso objetivo, pois essa semana (a preparação) é mais psicológica do que física. Temos que fazer as coisas acontecerem no domingo", concluiu Léo.

No duelo marcado para o próximo domingo, os santistas precisam ganhar por dois de diferença, para conquistarem o tetracampeonato do Paulistão. Porém, caso a equipe praiana vença pela margem de um gol, o campeão será decidido nas cobranças de pênaltis.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.