Autor de 12 gols na temporada, atacante é destaque em seu país; time paulista precisa de vitória por dois de diferença para avançar às quartas de final da Libertadores

Corintiano Guerrero tenta passar por marcação do Boca Juniors no primeiro jogo das oitavas de final
Eduardo Di Baia/AP
Corintiano Guerrero tenta passar por marcação do Boca Juniors no primeiro jogo das oitavas de final

Com o Real Garcilaso, o Peru possui um time já garantido nas quartas de final da Copa Libertadores. E nesta quarta-feira a imprensa local torce para que um segundo também consiga sua vaga: o Corinthians . A presença de Paolo Guerrero no ataque corintiano fez com que duas equipes de reportagem peruanas viessem ao Brasil apenas acompanhar o duelo dos alvinegros contra o Boca Juniors.

Acha que o Corinthians passa pelo Boca Juniors? Comente

Durante a entrevista coletiva com Emerson Sheik depois do treino da última terça, o clube argentino era o assunto principal. Favoritismo, catimba e Riquelme foram os temas mais comentados. Exceto quando os repórteres peruanos pediram a palavra. Aí o foco mudou para Guerrero. Ambos queriam saber de seu papel dentro do grupo comandado de Tite.

“Antes do Paolo, a gente tinha outro sistema. O Paolo chegou com a galera um pouco desconfiada. Nos primeiros jogos principalmente ele não foi bem, foram seis jogos sem marcar gols. E aos poucos ele foi mostrando a qualidade de matador”, falou Emerson.

“Todo o sistema foi montado pra que ele pudesse jogar e hoje é peça fundamental no time. Ele vem provando isso, é um cara que dentro da area é decisivo. Tenho certeza que amanhã, se eles estiver bem, pode decidir a favor do Corinthians”, completou o atleta.

A mudança vem surtindo efeito, pelo menos para o jogador do Peru. No Paulistão, Guerrero fez oito gols, contra três de Emerson, que agora atua mais recuado. Na Libertadores o peruano marcou quatro vezes, enquanto Sheik ainda não baçançou as redes.

Esta não é a primeira vez que o clube do Parque São Jorge se torna alvo da imprensa peruana por causa de Guerrero. Após os gols do atacante no Mundial de Clubes, que renderam o título aos corintianos em cima do Chelsea, jornais do país destacaram a conquista como se uma equipe de lá tivesse sido campeã.

Depois da derrota por 1 a 0 em Buenos Aires há duas semanas, o Corinthians precisa de uma vitória sobre o Boca Juniors por dois gols de diferença nesta quarta, no Pacaembu, para seguir na Libertadores. Triunfo por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. De vencer por um gol, mas com placar a partir de 2 a 1, a vaga fica com os argentinos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.