O novo atacante do São Paulo não desapontou o técnico Ney Franco e saiu como destaque da vitória por 3 a 0 sobre os suplentes após marcar dois gols

Silvinho estreou pelo São Paulo na derrota de 4 a 1 contra o Atlético-MG, pela Libertadores
Reprodução/Site oficial do São Paulo
Silvinho estreou pelo São Paulo na derrota de 4 a 1 contra o Atlético-MG, pela Libertadores

Antes do primeiro treino coletivo do São Paulo para o Campeonato Brasileiro, em Cotia, Ney Franco chamou Silvinho para avisá-lo que ele seria testado entre os titulares no lugar de Osvaldo, que se recupera de dores no quadril. O novo atacante não desapontou o técnico. Fez dois gols e saiu como destaque da vitória por 3 a 0 sobre os suplentes.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Foi um treino muito bom para o professor ver algumas coisas com mais calma. Fui muito feliz nos lances. Jogar com Luis Fabiano, Jadson, Wellington, Denilson é muito mais fácil. Com o passar do tempo, vai pegando entrosamento", disse o jogador, contratado há duas semanas após defender o Penapolense no Paulista.

Mesmo tendo chamado atenção da comissão técnica e dos companheiros como substituto de Osvaldo no trabalho desta terça-feira, Silvinho não reduz sua preferência à ponta esquerda. "Sou bem tranquilo com relação a isso, porque costumo jogar dos dois lados. No Penapolense, o Pintado (técnico) me colocava tanto pelo lado esquerdo quanto pelo direito. Tive uma conversa curta com o Ney e avisei que ele é quem escolhe", salientou.

Leia mais: Silvinho lembra dispensa no Corinthians e comemora ser do São Paulo

Ney Franco tem outras novas opções para as beiradas do campo, onde geralmente vinha improvisando o lateral Douglas até as recentes eliminações, quando não tinha um dos meias ou um dos atacantes. Afora Silvinho, o treinador passou a contar com Roni, vindo do Mogi Mirim, e Lucas Evangelista, promovido das divisões de base.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.