Ídolos no futebol alemão comentaram a decisão da Champions, apontaram os Bávaros como favoritos diante do Borussia Dortmund e ainda comentaram sobre o caso Götze

Os ex-atacantes Amoroso e Paulo Sérgio marcaram época no futebol germânico. O primeiro brilhou com a camisa do Borussia Dortmund e foi campeão e artilheiro da Bundesliga na temporada 2001/2002. O segundo foi peça fundamental no Bayern de Munique que conquistou o Campeonato Alemão e a Liga dos Campeões de 2000/2001. A emoção de ambos agora é fora dos gramados.

Veja: Bayern já foi credor do rival Dortmund, que estava perto de decretar falência

Em conversa exclusiva com o Portal iG , tanto Amoroso quanto Paulo Sérgio sustentaram a mesma opinião sobre a decisão do próximo dia 25 de maio, em Wembley, na Inglaterra: O Bayern de Munique é o favorito. Entretanto, mesmo admitindo a superioridade bávara, eles fazem algumas ressalvas.

Confira imagens de Amoroso e Paulo Sérgio na Alemanha :

“Eu, como torcedor do Borussia e por ter jogado lá, meu pensamento e minha torcida é pelo Dortmund. Mas a gente sabe que o favoritismo fica para o Bayern, é um time com maior número de títulos na Alemanha e que tem um plantel mais forte. Mas na hora do ‘vamos ver’, dentro de campo, não tem essa. Quem estiver melhor preparado emocionalmente, leva o titulo”, comentou Amoroso.

Leia mais opiniões e informações de futebol germânico no Blog do Alemão

“Pela estrutura das duas equipes e tudo mais, o Bayern é o favorito. Mesmo tendo dificuldades nesses últimos jogos contra o Borussia”, falou Paulo Sérgio. “Estive em Munique recentemente e uma das coisas que eles comentam é que eles sabem bem como o Dortmund joga, e isso ajuda. Vai ser uma final boa onde as duas equipes têm chances, mas o Bayern leva uma vantagem pelos jogadores que possui e pelo que tem feito nos últimos jogos”, concluiu.

Questionados sobe qual atleta pode decidir a final da Champions em Londres, mais uma vez os dois ex-jogadores concordaram no palpite. “O Lewandowski está muito bem no Dortmund, creio que é um jogador que possa decidir”, disse Paulo Sérgio. “O fato do Lewandowski ser o artilheiro do time e do Campeonato Alemão, as chances de ele fazer gol é de praticamente 90%, é um bom finalizador”, completou Amoroso.

E mais: Suposto caso de traição entre zagueiros agita Borussia Dortmund antes da decisão

E ambos não se esqueceram dos destaques do Bayern. Para Amoroso, três nomes têm condições de brilhar a favor do clube de Munique no duelo. “Acho que o Robben é um jogador que pode fazer a diferença. Tem também a qualidade do Schweinsteiger e do Müller, eles desequilibram”, disse. Já Paulo Sérgio aposta na eficiência de Ribéry: “Ele é um cara muito importante para o time”.

Mario Götze vai trocar o Borussia Dortmund pelo Bayern de Munique
Getty Images
Mario Götze vai trocar o Borussia Dortmund pelo Bayern de Munique

Caso Götze
Antes dos jogos de ida das semifinais da Champions League, uma verdadeira bomba caiu na Alemanha. O Bayern de Munique anunciou a contratação do jovem e talentoso meio-campista Mario Götze , do rival Borussia Dortmund, surpreendendo a todos no país. Já negociado, como será a postura do jogador na decisão do seu atual time contra seu futuro time?

“Se eu fosse o técnico do Borussia, eu nem escalaria o Götze”, disse o radical Amoroso. “A gente coloca a atuação dele sob suspeita, não sei qual vai ser a motivação. É estranho. Uma das maiores revelações da Alemanha e deixar isso ser veiculado antes de uma partida contra o Real Madrid. Poderiam ter segurado para não colocar em xeque a participação dele, para ver se ele vai responder, jogar com a mesma intensidade e se vai tentar tirar um título tão importante do Bayern, seu próximo clube”, completou o ex-aurinegro.

Paulo Sérgio preferiu não polemizar e exaltou o fato do Bayern de Munique conseguir manter os bons jogadores alemães dentro da Alemanha. “Creio que essa conversa já existia faz tempo com o Bayern. E o Bayern sempre foi atrás dos maiores jogadores, inclusive alemães. A ideia do clube é manter os melhores jogadores dentro do próprio país”.

Crescimento do futebol alemão
Nos últimos anos, a Bundesliga enriqueceu, se fortaleceu e se transformou em uma das principais ligas nacionais do mundo. Tanto que colocou dois times na final da principal competição interclubes da Europa. Para Paulo Sérgio, o resultado é fruto do desenvolvimento financeiro da Alemanha e que refletiu diretamente dentro do futebol.

“Lá eles sempre fizeram as coisas com os pés no chão. Enquanto muitos outros times dos outros países gastavam fortunas, na Alemanha isso sempre foi comedido. E isso fez com que o campeonato crescesse e, consequentemente, a economia do país acompanhou”, avaliou o ex-jogador do Bayern de Munique.

Amoroso, por sua vez, citou a nova e boa geração de atletas como parte fundamental do sucesso recente da Bundesliga. “Cresceu por causa da seleção alemã, os jogadores estão sendo requisitados por clubes grandes do continente. Tem o marketing, a mídia, hoje o esporte é bastante divulgado no país”, disse.

A decisão
Bayern de Munique e Borussia Dortmund fazem a grande final da Champions League no próximo dia 25 de maio, sábado, no estádio de Wembley, em Londres. Enquanto os Bávaros buscam o pentacampeonato (venceram em 1973/74, 74/75, 75/76 e 2000/2011), os Amarelos tentam conquistar o torneio pela segunda vez na sua história – foi campeão em 1996/1997.

    Leia tudo sobre: Bayern de Munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.