Vasco agenda amistoso com o Figueirense e prevê teste mais forte

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Depois do domingo de folga os jogadores se reapresentaram nesta segunda-feira em São Januário

A diretoria do Vasco da Gama confirmou um amistoso no próximo sábado, às 16 horas (de Brasília), diante do Figueirense no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Eliminado de maneira precoce do Campeonato Carioca, o Cruz-Maltino só vai estrear no Campeonato Brasileiro no dia 26 de maio, quando recebe a Portuguesa em São Januário. Por isso, atendendo a um pedido do técnico Paulo Autuori, os dirigentes estão buscando adversários para manter o ritmo de jogo de seus atletas.

Vasco goleia o Tupi-MG em amistoso repleto de testes

Na tarde do último sábado o Vasco goleou o Tupi-MG por 5 a 1. Porém, a fragilidade do adversário não permitiu que muitas conclusões fossem tiradas em relação ao estágio do time para o Brasileirão.

"Fizemos nossa parte, ganhamos por um placar dilatado, mas o resultado nem foi o mais importante. É claro que precisamos melhorar muito para o Campeonato Brasileiro. Ainda não estamos em condições de chegar de igual para igual contra times que estão montados há mais tempo. Porém, esses jogos são importantes para aprimorarmos algumas coisas e quanto mais forte o nível do adversário, melhor", analisou o zagueiro Renato Silva.

Carlos Moraes / Agência O Dia
Paulo Autuori, técnico do Vasco

O volante Fellipe Bastos apresentou discurso semelhante ao do defensor. O meio campista sabe que o elenco atual ainda está muito distante do que a torcida projeta para o Gigante da Colina, mas lembra que ainda há tempo antes do Brasileirão para ajustar a equipe.

"Estamos consicentes de que a goleada contra o Tupi não prova nada e que fizemos aquilo que se espera de uma equipe do porte do Vasco. Mas o caminho de preparação para o Campeonato Brasileiro ainda é longo e temos muitas coisas para ajustar e corrigir. É fundamental chegarmos bem na competição", ressaltou Bastos.

Autuori elogia Vasco, mas zagueiro pede evolução para o Brasileiro

O problema da fragilidade do adversário, segundo Paulo Autuori, deverá ser solucionado contra o Figueirense. O treinador vê o time catarinense, que esse ano vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, como um rival de porte maior do que o Tupi, que terá que se contentar em disputar a Quarta Divisão do Brasileirão a partir de junho.

"O Figueirense é um adversário um pouco mais próximo do que vamos encontrar no Campeonato Brasileiro e daí a importância de conseguirmos ter uma boa atuação para mostrarmos que temos condições de mudar a expectativa negativa criada em torno da nossa participação no Brasileirão. Vamos aproveitar o máximo essa partida para melhorarmos", disse Autuori.

Depois do domingo de folga os jogadores se reapresentaram nesta segunda-feira em São Januário. Na terça-feira as atividades estão previstas para a parte da manhã e a viagem para a capital catarinense acontecerá na sexta-feira.

Sobre reforços a diretoria segue se movimentando para contratar alguns jogadores pedidos por Paulo Autuori. A prioridade é a contratação de um ou dois zagueiros, conforme o próprio René Simões, diretor de futebol, confirmou após o amistoso diante do Tupi-MG.

Já a busca por um goleiro deverá ser interrompida, já que Helton tem um ano mais de contrato com o Porto e a negociação está emperrada. Enquanto isso Autuori deverá apostar mesmo em Michel Alves, que foi titular no sábado passado. Como o jovem Diogo Silva ficou no banco e entrou no decorrer do confronto, fica evidente que Alessandro, titular em parte do Estadual, não está mais nos planos.

Leia tudo sobre: vasco

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas