O gol do Santos diminuiu um pouco a vantagem do Corinthians, que ainda ficará com o título até com um empate no clássico do próximo domingo, na Vila Belmiro

Gil, zagueiro do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Gil, zagueiro do Corinthians

O zagueiro Gil demonstrou segurança para fazer seguidos desarmes no atacante Neymar durante a vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista - a ponto de ser muito festejado pela torcida do Corinthians. Bastou um descuido defensivo, no entanto, para o também defensor Durval cabecear e marcar o gol do time rival no final do clássico.

Corinthians faz 2 a 1 e sai na frente do Santos na final do Campeonato Paulista

"É verdade: acabamos tomando o gol em um descuido", reconheceu Gil, que prometeu corrigir o problema até quarta-feira, data do jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. "A gente vai trabalhar forte durante a semana para que isso não venha a acontecer contra o Boca Juniors."

Apesar de já pensar no reencontro com o time argentino - conforme pediu o técnico Tite -, Gil ainda não conseguiu se esquecer completamente da decisão do Estadual. O gol do Santos diminuiu um pouco a vantagem do Corinthians, que ainda ficará com o título até com um empate no clássico do próximo domingo, na Vila Belmiro.

Guerrero se envaidece com elogio, mas espera ter mais chances de gol

"Ainda estamos inteiros, com vantagem para o segundo jogo da final. Com tranquilidade, conseguiremos alcançar o nosso objetivo no Paulista", afirmou Gil, antes de voltar a seguir a ordem dos jogos decisivos. "Teremos uma partida difícil contra o Boca na quarta-feira."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.