Após nova goleada para o rival na Fonte Nova, Joel Santana é demitido do Bahia

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe tricolor foi massacrada pelo Vitória neste domingo por 7 a 3, no primeiro jogo da final do Campeonato Baiano

Joel Santana se transformou em garoto-propaganda de xampu nos últimos meses. Foto: ReproduçãoJoel Santana se transformou em garoto-propaganda de xampu nos últimos meses. Foto: ReproduçãoBahia foi o último clube de Joel, trabalho que acabou em maio de 2013. Foto: Divulgação/Flickr BahiaJoel Santana em sua passagem anterior pelo Bahia, em 2011. Foto: Gazeta PressJoel Santana cumprimenta a torcida em sua passagem anterior pelo Bahia, em 2011. Foto: AEJoel Santana em sua passagem anterior pelo Bahia, em 2011. Foto: Futura PressJoel Santana em ação no comando do Flamengo, em 2011. Foto: Futura PressJoel Santana em ação no comando do Flamengo, em 2012. Foto: VipcommJoel Santana em ação no comando do Flamengo, em 2012. Foto: VipcommJoel Santana em ação no comando do Flamengo, em 2012. Foto: VipcommJoel Santana trabalhou no Cruzeiro, no primeiro semestre de 2011. Foto: VipcommEm julho de 2011, Joel Santana comandou o Cruzeiro. Foto: VipcommNo primeiro semestre de 2011, Joel Santana trabalhou no Botafogo. Foto: AENo primeiro semestre de 2011, Joel Santana trabalhou no Botafogo. Foto: Gazeta PressJoel Santana assumiu a África do Sul em 2008. No ano seguinte, mesmo após ter levado a equipe à semifinal da Copa das Confederações, foi demitido. Foto: Getty Images

Neste domingo, o Bahia foi mais uma vez goleado pelo Vitória na Arena Fonte Nova, por 7 a 3. É a segunda goleada e a terceira derrota do time em três jogos contra o rival no estádio. A derrota fez com que a diretoria se mexesse e demitisse o técnico do clube, Joel Santana.

Após goleada, Joel Santana dá coletiva de meio minuto: 'Não tem o que dizer'

Na manhã desta segunda-feira, os mandatários do clube anunciaram a saída do treinador, que assumiu o time durante o Campeonato Baiano, após outra goleada para o rival na Fonte Nova, 5 a 1, que causou a demissão de Jorginho.

Atacante Zé Roberto poupa diretoria, mas fala em "muita coisa errada" no Bahia

Antes da saída de Joel, o gestor de futebol do clube, Paulo Angioni já havia anunciado sua saída, logo após o término da partida.

Com o resultado deste domingo, o Bahia precisa vencer o arquirrival por uma diferença de cinco gols no Estádio do Barradão, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), quando as equipes voltam a se enfrentar.

Leia tudo sobre: bahiajoel santana

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas