Com dois títulos para cada lado em duelos decisivos pelo estadual, equipes fazem tira-teima

Neste domingo, às 16 horas (de Brasília), o Criciúma recebe a Chapecoense pelo primeiro jogo da decisão do Campeonato Catarinense em um jogo que já se tornou tradicional. As equipes já decidiram o estadual em quatro oportunidades com duas vitórias para cada lado. Em 1991 e 1995, o Criciúma venceu, enquanto a Chapecoense levou a melhor em 2007 e 2011.

Lance da partida disputada entre Criciúma e Chapecoense nas fases iniciais do estadual
Gazeta Press
Lance da partida disputada entre Criciúma e Chapecoense nas fases iniciais do estadual

Nas semifinais, cada um deles eliminou um dos finalistas de 2012. Campeão no ano passado, o Avaí caiu para o Tigre, enquanto a Chape eliminou o vice de 2012, Figueirense, para chegar à final.

Agora, a partida reúne justamente os vencedores de cada turno do Catarinense: a Chapecoense venceu o primeiro e o Criciúma foi o melhor do returno. A expectativa é de um jogo equilibrado, ao menos na visão do goleiro Nivaldo, dos visitantes.

"Nessa altura do campeonato não tem favorito. O favoritismo fica para a torcida. O Criciúma tem mais investimento, mas isso não quer dizer que eles vão ganhar o campeonato", declarou o atleta da Chape.

Por outro lado, o atacante Marcel, que será titular do Tigre na decisão, espera que a equipe faça um bom trabalho em casa para evitar que a equipe tenha mais dificuldades tentando o resultado como visitante na volta.

"Acho que não dá para matar a decisão no primeiro jogo, a não ser que aconteça um jogo atípico. Respeitamos a Chapecoense, mas precisamos ganhar. Estamos jogando em casa e temos que vencer para ter tranquilidade fora de casa", declarou o atleta.

Para isso, porém, o técnico Vadão não poderá contar com o meia Ivo, que não se recuperou de um edema na coxa esquerda e abre espaço para a entrada de João Vitor no meio-campo. Lins e Fabinho, no entanto, retornam ao ataque após ficarem de fora do empate por 1 a 1 com o São Bernardo pela Copa do Brasil. Já na lateral-esquerda, o comandande confirmou Gilson no lugar do suspenso Marlon.

Já o Chapecoense, que completou 40 anos de idade na sexta-feira anterior à partida, só tem uma dúvida: na lateral esquerda, o técnico Gilmar dal Pozzo pode optar pela manutenção do zagueiro Tiago Seletti ou pelo retorno de Fabinho Gaúcho, que volta de suspensão, na lateral esquerda.

FICHA TÉCNICA -  CRICIÚMA X CHAPECOENSE

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC)
Data: 12 de maio de 2013, domingo
Horário: 16 horas (Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Bezerra (CBF)
Assistentes: Carlos Berkembrock (CBF) e Helton Nunes (CBF)

CRICIÚMA: Bruno; Sueliton, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Gilson; Amaral, Elton e João Vitor; Lins, Marcel e Fabinho
Técnico: Vadão

CHAPECOENSE: Nivaldo; Fabiano, Rafael Lima, André Paulino e Tiago Saletti (Fabinho Gaúcho); Wanderson, Diego Felipe, Paulinho Dias e Neném; Rodrigo Gral e Fabinho Alves
Técnico: Gilmar dal Pozzo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.