O camisa 8, que atuou em tempo integral na derrota para o Atlético-MG, relatou incômodo no músculo posterior da coxa esquerda e ficou em tratamento no Reffis

Paulo Henrique Ganso, meia do SP
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Paulo Henrique Ganso, meia do SP

Além de Jadson, liberado para receber homenagem do Shakhtar Donetsk, e Rogério Ceni, que vai aproveitar o tempo livre para tratar definitivamente do pé direito, Paulo Henrique Ganso também não treinou com o restante do elenco são-paulino na manhã desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, por conta de dores.

Expulsão pós-jogo pode tirar Carleto das duas finais da Recopa

O camisa 8, que atuou em tempo integral na derrota para o Atlético-MG, a qual eliminou a equipe da Copa Libertadores, acusou incômodo no músculo posterior da coxa esquerda, ficou em tratamento no Reffis e será submetido a exame de ressonância magnética ainda nesta sexta.

Ganso chegou ao clube em setembro do ano passado com uma lesão justamente na coxa esquerda e precisou de pouco mais de dois meses de recuperação para estrear no Campeonato Brasileiro e participar da campanha campeã da Sul-americana.

Exceto o trio, os demais jogadores do elenco trabalharam normalmente na reapresentação. Enquanto os titulares deram voltas ao redor do gramado, o grupo considerado reserva trabalhou com bola sob orientação do preparador físico José Mário Campeiz. O técnico Ney Franco e o auxiliar Éder Bastos não deixaram a parte interna do CT.

Fora da Libertadores, o São Paulo tem novo compromisso apenas no dia 26, contra a Ponte Preta, na estreia do Campeonato Brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.