Os jogadores seguem a linha adotada pelo treinador e recordam que o time não atingiu de cara o nível apresentado na decisão da Libertadores de 2012

A verdade não é ocultada pelas palavras de Tite. Prestes a jogar partidas decisivas no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores, o Corinthians não vem atuando de maneira convincente. A expectativa do grupo é crescer nos embates com o Santos e com o Boca Juniors.

Rivaldinho deixa o Corinthians por "precauções familiares"

Os jogadores seguem a linha adotada pelo treinador e recordam que o time não atingiu de cara o nível apresentado na decisão da Libertadores de 2012. Chegou a hora de elevar a qualidade ou a equipe poderá se ver fora das duas competições que disputa.

Indisciplinado, Jorge Henrique é afastado do Corinthians por tempo indeterminado

"Podemos estar melhores, sim. Não é crítica, não é cobrança, é uma constatação de que conseguimos elevar o nível em momentos decisivos do ano passado. É o que buscamos agora", afirmou o zagueiro Paulo André.

Paulo André,  zagueiro do Corinthians
Gazeta Press
Paulo André, zagueiro do Corinthians

O beque está satisfeito com o desempenho defensivo da equipe, que vem demonstrando uma segurança boa. O problema tem sido a criação, que terá de ser mais eficiente para dar o título estadual ao Timão e fazer o atual campeão sobreviver às oitavas de final da Libertadores.

De acordo com Paulo André, o Corinthians estará pronto. "A gente chega bem para essas partidas decisivas. Vai ser difícil contra o Santos, como foi em 2011 e 2012, os jogos foram decididos em detalhes, pequenos erros. Temos de estar concentrados", pediu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.