"A minha vontade é de continuar, mais do que nunca. Quero ganhar mais títulos", disse o volante, que tem contrato até o fim de junho

O prata da casa Denilson foi um dos jogadores que mais sentiram a desclassificação do São Paulo na Libertadores. Após a derrota por 4 a 1 para o Atlético-MG , nesta quarta-feira, o volante admitiu que precisará de tempo para apagar da memória os 90 minutos do Independência.

Ney Franco se apropria de expressão de Juvenal Juvêncio e fala em "reciclagem"

"Fizemos um primeiro tempo muito bom lá no Morumbi. Depois da expulsão (do zagueiro Lúcio), com um jogador a menos, ficou difícil. Mas eu acreditava que ia ocorrer tudo bem aqui. Só que a gente só acordou depois do primeiro gol, e isso foi fatal", lamentou o jogador, que esteve em campo também no revés por 2 a 1, no primeiro confronto.

Confira os 7 erros do São Paulo no ano :

"Estou muito triste. Agora é procurar esquecer. Vai demorar muito para esquecer essa derrota. É focar no Brasileiro", acrescentou o camisa 15, prometendo se esforçar ainda mais para permanecer no clube ao fim do empréstimo do Arsenal, válido até 30 de junho deste ano.

"A minha vontade é de continuar, mais do que nunca. Quero ganhar mais títulos. Da mesma forma quando perdi a Copa do Brasil e meu desejo foi de ficar. Quero ficar por mais tempo e voltar à Libertadores", concluiu Denilson, presente na campanha campeã da Sul-americana de 2012.

Apesar do interesse do atleta de continuar, a diretoria tem evitado se manifestar sobre o assunto, ao contrário do que fazia no final da temporada anterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.