Para ter destaque do Mogi Mirim, Palmeiras tenta outro chapéu na Ponte

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com pré-contrato assinado com a equipe de Campinas, o jogador, que seria apresentado ao novo clube, recebeu proposta palmeirense

O zagueiro Tiago Alves poderá ‘imitar’ o técnico Gilson Kleina e fazer uma nova guerra entre Palmeiras e Ponte Preta: com pré-contrato assinado com a equipe de Campinas, o jogador, que seria apresentado ao novo clube, recebeu proposta palmeirense e poderá confirmar o ‘chapéu’ na negociação.

LEIA: Léo Gago recebe alta e começa tratamento para jogar antes de agosto

Diretor-executivo alvinegro, Ocimar Bolicenho revelou que recebeu uma ligação do atleta, que se destacou pelo Mogi Mirim neste Paulistão, na tarde desta quinta. Tiago Alves estaria disposto a pagar a multa contratual - valor seria de R$ 150 mil -, uma vez que já havia se comprometido a estar no Moisés Lucarelli ainda neste mês de maio.

No entanto, a diretoria campineira não se contentou com a disposição. O pertence de 50% dos direitos econômicos do defensor faz com que a Ponte não abra mão do nome, que também teria que abdicar de luvas e outros benefícios recebidos através da pré-firma.

Em comunicado oficial, os pontepretanos, com medo de mais uma ação antiética por parte do clube de Palestra Itália, garantiram que ainda não foram contatados oficialmente. Em setembro de 2012, Kleina trocou Campinas por São Paulo depois de ser tentado e ter seu contrato quebrado.

O salário de Tiago Alves no Palmeiras seria de R$ 70 mil, algo que pesa favoravelmente ao novo interessado em sua contratação. Mesmo na Série B do Brasileirão, o time paulista serviria como ‘vitrine’, ainda mais na disputa da Libertadores.

Atualmente, Kleina conta com Henrique, Maurício Ramos, Luiz Gustavo, Vilson, André Luiz, Marcos Vinícius e Leandro Amaro no setor defensivo.

Leia tudo sobre: PalmeirasPonte Preta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas