Valdivino Oliveira insinuou que a diretoria do Goiás está tentando pressionar a Federação Goiana de Futebol (FGF)

O jogo de bastidores começou a cercar a final do Campeonato Goiano, que terá sua primeira partida no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), no estádio Serra Dourada. O presidente do Atlético-GO, Valdivino Oliveira, insinuou que a diretoria do Goiás está tentando pressionar a Federação Goiana de Futebol (FGF).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Esse é um velho jogo deles. Eles costumam reclamar para serem beneficiados na frente. Eu reconheço esse tipo de situação porque já fizeram isso anteriormente. A Federação Goiana não pode cair nessa, porque a arbitragem do jogo diante da Aparecidense (goleada do Goiás por 4 a 1, pelo segundo jogo da semifinal do Estadual) foi boa", disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Oliveira ironizou as reclamações esmeraldinas na partida. "O amarelo que foi aplicado para um jogador deles aconteceu porque esse atleta tentou simular um pênalti. Acho estranho, porque em um lance um jogador do Goiás colocou a mão na bola dentro da área. Não vi eles ironizarem como fizeram com o atacante Nonato".

O dirigente acredita que o Goiás, equipe de melhor campanha na primeira fase do Goiano, tem totais condições de ganhar o título dentro de campo, sem qualquer tipo de favorecimento externo.

"O Goiás vai fazer de tudo para ganhar essa decisão. Entendo que o time deles pode ser campeão por possuir uma grande equipe e um bom treinador. A disputa precisa ser no campo e sem o auxílio da arbitragem", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.