Um dos destaques do Corinthians no início da temporada, o meia tem feito bastante falta ao time. Tite reconheceu que a equipe tem pecado na criação de jogadas ofensivas

O técnico Tite tinha a expectativa de contar com o meia Renato Augusto ao menos em parte dos jogos decisivos contra Santos, válidos pela decisão do Campeonato Paulista, e Boca Juniors, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. O jogador não deverá estar em campo em nenhuma das ocasiões.

"Destruído", Corinthians começa a preparação para sequência de decisões

"É muito difícil", respondeu Guilherme Runco, médico do Corinthians, fazendo uma careta sempre que as condições de jogo de Renato Augusto eram questionadas. O meia sofreu uma lesão muscular na coxa direita na vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, ainda em 24 de março, e não joga desde então.

Renato Augusto faz trabalhos físicos especiais para as pernas
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Renato Augusto faz trabalhos físicos especiais para as pernas

Na época, Runco havia estipulado que a recuperação de Renato Augusto duraria de seis a oito semanas. "Está completando seis semanas agora, mas ainda é muito cedo. Ele apenas começou o trabalho de fortalecimento muscular. Falta trabalhar com bola, readquirir condicionamento físico... Isso vai levar mais umas duas semanas pelo menos", avisou.

Runco só ressalvou que o histórico de lesões de Renato Augusto não chegou a intensificar tanto o problema, pois o meia estava habituado a machucar a coxa esquerda, e não a direita.

Corinthians tem esperança de voltar a ter torcida nos jogos fora de casa

Um dos destaques do Corinthians no início da temporada, Renato Augusto tem feito bastante falta ao time. Nesta terça-feira, Tite reconheceu que a equipe tem pecado na criação de jogadas ofensivas. O treinador ainda não perdeu as esperanças de utilizar o seu desfalque ao menos no segundo jogo com o Santos. "Quem sabe por 30 minutos?", comentou, pouco depois de Guilherme Runco ter vetado essa possibilidade.

Animado
Apesar do longo período de recuperação, Renato Augusto não tem demonstrado abatimento. O meia apareceu no gramado do CT Joaquim Grava no início da tarde, quando Tite promovia um amistoso com operários que trabalham na construção da Arena Corinthians, e aproveitou para fazer média com o comandante.

"Boa, chefe!", gritou Renato Augusto, mais de uma vez, na esperança de ser escutado por Tite. Mais preocupado com o jogo, o técnico não deu atenção ao jogador, que sorria ao lado do diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.