Time entra em campo na quarta-feira precisando vencer para bater Emelec e ficar com vaga nas quartas de final da Libertadores

Os últimos dias no Fluminense têm sido turbulentos. Depois do caso de doping de Deco, o time enfrentou longa viagem para o Equador, foi derrotado pelo Emelec, retornou ao Brasil e perdeu o Campeonato Carioca para o Botafogo. Sem tempo para respirar, volta agora todas as atenções para tentar seguir vivo na Libertadores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A maratona de jogos e viagens também começou a fazer vítimas no elenco. Principal arma da equipe nos últimos jogos, o atacante Rafael Sobis foi cortado pelo departamento médico do clube na véspera da decisão da Taça Rio e é dúvida inclusive para o duelo de quarta-feira contra o Emelec, às 22 horas (de Brasília).

Veja fotos da decisão da Taça Rio

Para compensar a possível ausência de Sobis e o cansaço, o lateral esquerdo Carlinhos quer ver as arquibancadas de São Januário lotadas: "Agora é pensar na quarta-feira. O calendário está atrapalhando, está pesando, mas vamos para a superação. O torcedor abraçou essa causa e eu convoco todos eles para lotarem lá e fazerem um caldeirão".

Sem esconder a frustração pela derrota para o rival Botafogo que não deixou o Fluminense seguir na briga pelo bicampeonato carioca, Abel Braga também pediu aos comandados para que o foco passe a ser a Libertadores. Para motivar os jogadores, o técnico lembrou que a torcida não cobrou o revés deste domingo, mas sim valorizou a dedicação em campo.

"Estou chateado, é claro, mas agora é hora de virar a página. Ninguém mostrou cansaço. Vimos dignidade, entrega, caráter, tudo isso reconhecido pela torcida, algo que quero aplaudir. Não foi possível (chegar à final), então agora é pensar na quarta-feira", ressaltou o treinador tricolor após a partida em Volta Redonda.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.