A igualdade deixou o Liverpool na sétima colocação, com 55 pontos, já sem pretensões na Premier League. Rival, que sonhava com a Liga Europa, fica um posto acima

Liverpool e Everton ficaram no 1 a 1 na partida deste domingo pelo Campeonato Inglês
Sylvain Distin/Getty Images
Liverpool e Everton ficaram no 1 a 1 na partida deste domingo pelo Campeonato Inglês

Acostumado com grandes partidas do futebol mundial, o Estádio Anfield recebeu, neste domingo, o clássico local entre Liverpool e Everton. Nas arquibancadas, as duas torcidas demonstraram o fanatismo pelos seus clubes, mas os jogadores não corresponderam dentro de campo. Desta forma, um dos clássicos com mais rivalidade na Inglaterra terminou empatado em 0 a 0, sem agradar a ninguém. O lado azul do confronto saiu mais prejudicado, já que ainda sonha em chegar à Liga Europa.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

Sem chances de conquistar uma vaga nas competições continentais, o Liverpool tinha a chance de atrapalhar os planos do rival Everton, que precisava da vitória no clássico para se aproximar da zona de classificação para a Liga Europa. Empurrado pela torcida, o time dos brasileiros Lucas Leiva e Phillipe Coutinho mostrou determinação em campo e fez a lição de casa: sem o uruguaio Suarez, suspenso, garantiu um empate sem gols.

A igualdade deixou o Liverpool na sétima colocação, com 55 pontos, já sem pretensões na Premier League, resultado da instabilidade do time ao longo da temporada. O Everton, por sua vez, chegou aos 60 pontos, um posto acima do rival. Com apenas duas rodadas para o fim, a situação também é complicada para o lado azul da cidade, já que a equipe precisa tirar seis pontos de vantagem em relação ao Tottenham.

Na próxima rodada, as duas equipes enfrentam adversários desinteressados na competição, que também não têm mais chances de classificação para as competições europeias. O Liverpool visita o Fulham, em Londres, enquanto o Everton volta a jogar em casa, diante do West Ham. As duas partidas serão realizadas no domingo, às 11 horas (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.