Governo veta pedido, e Flamengo não enfrentará Campinense no Maracanã

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time procura estádio, e vice de futebol disse que pode mandar a partida da Copa do Brasil em Macaé, Juiz de Fora e até mesmo na arena Fonte Nova

Leonardo Silva/Vipcomm
Flamengo terá jogo de volta contra a Campinense pela Copa do Brasil

O torcedor do Flamengo está ansioso para voltar ao Maracanã em um jogo de seu time. Desta forma, a diretoria rubro-negra esperava realizar a partida diante do Campinense, pela segunda fase da Copa do Brasil, no tradicional estádio do futebol brasileiro, mas não obteve êxito. Neste sábado, durante a final da Taça Rio sub-20, vencida pelo clube da Gávea, Wallim Vasconcellos, vice-presidente de futebol, revelou que o Governo do Rio de Janeiro vetou esta possibilidade.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Nós queríamos jogar no Maracanã, tentamos ao máximo, mas o O Governo do Estado já disse que não tem condições de ceder o estádio. Nem mesmo a ideia de jogar com um público reduzido para 20 mil ou 30 mil pessoas nas arquibancadas adiantou. Seria um bom teste, já que Brasil e Inglaterra (amistoso no dia 2 de junho) estará lotado", explicou Wallim Vasconcelos, que ainda não tem um local definido para o jogo.

Leia mais: Flamengo confia em anúncio de Moreno na próxima segunda-feira

Ao longo da temporada, o Flamengo vem utilizando o Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, mas o local deve ser descartado pela diretoria. O vice-presidente Wallim Vasconcelos alegou que algumas propostas estão sendo estudadas, como o remodelado Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, ou o tradicional Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora-MG, que, apesar de ser em outro estado, sempre recebeu um bom público em jogos de time carioca.

Veja fotos do evento teste que reabriu Maracanã:

Maracanã reabre com jogo entre Amigos de Ronaldo e Amigos de Bebeto. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta PressWashington beija grama, ao marcar primeiro gol do novo Maracanã. Foto: Ernesto Carriço/Agência O DiaTorcedores protestam contra concessão do estádio e destruição de anexos. Foto: Raphael GomideWashington comemora primeiro gol na reabertura do Maracanã. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta PressMaracanã reabre com jogo entre Amigos de Ronaldo e Amigos de Bebeto. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta PressReabertura do Maracanã teve presença só de operários que trabalharam no estádio e seus familiares. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta PressEvento-teste no Maracanã não teve ingressos vendidos ao público. Foto: WAGNER MEIER / Agif/Gazeta PressTorcedor exibe chapéu com o formato do Maracanã. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta Press

Wallim Vasconcellos também revelou que o Flamengo ainda pode jogar em um dos estádios que serão usados na Copa das Confederações. De acordo com o vice-presidente, o clube da Gávea recebeu uma proposta para atuar na Fonte Nova. "Temos algumas possibilidades e estamos estudando cada uma. Pode ser em Macaé, Juiz de Fora e até mesmo na Fonte Nova, onde recebemos um convite. Independente disso, tenho certeza que a torcida estará presente em qualquer lugar", concluiu o mandatário.

E ainda: Jogo da volta na Copa do Brasil muda programação do Flamengo em Pinheiral

Eliminado do Campeonato Carioca, o Flamengo volta a campo apenas no dia 22 de maio, quando enfrenta o Campinense, pelo jogo de volta na segunda fase da Copa do Brasil. Em Campina Grande, o Rubro-negro venceu por 2 a 1 e pode até perder por 1 a 0 para avançar na competição nacional.

Leia tudo sobre: FlamengoMaracanãCampinenseCopa do Brasil 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas