Equipe do Morumbi perdeu de virada por 2 a 1 para o Atlético-MG no primeiro duelo das oitavas de final da Copa Libertadores

A derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG em pleno Morumbi pegou o elenco do São Paulo de surpresa. Assim que o árbitro apitou o final da partida, os jogadores desabaram em campo. No entanto, eles se recusam a jogar a toalha e dizem que a equipe ainda está viva na Libertadores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“A gente não esperava, mas não é um resultado impossível de reverter na casa do nosso adversário. Tivemos um excelente começo de jogo, poderíamos ter feito três ou quatro gols... Futebol é assim, aconteceu a expulsão que nos atrapalhou”, lamentou Rafael Tolói.

O zagueiro Rhodolfo, que entrou em campo depois da expulsão de Lúcio, evitou culpar o companheiro pela derrota. E tentou mostrar que a derrota desta quinta-feira é passado.

“O Lúcio também está triste. Sabemos que ninguém é expulso porque quer. Ele não queria. Com um a menos é difícil de jogar, ainda mais contra um time como o Atlético-MG. Infelizmente aconteceu, mas a gente não pode jogar a culpa nele. Tem que ter tranquilidade porque tem um jogo difícil domingo”, falou Rhodolfo.

Antes da partida de volta contra o Atlético-MG, que será realizada na próxima quarta-feira, o São Paulo enfrenta o Corinthians no Morumbi pela semifinal do Paulistão. O duelo será no domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.