Argentino não entrou em campo na derrota do Barcelona por 3 a 0 para o Bayern de Munique no Camp Nou, resultado que selou eliminação catalã da Liga dos Campeões

A esperança da torcida do Barcelona esperava que Lionel Messi repetisse diante do Bayern de Munique o que fez com o Paris Saint-Germain: entrar no andamento da partida, mesmo sem estar 100%, e mudar completamente o panorama da partida. O argentino, no entanto, não tirou o agasalho e assistiu incrédulo à eliminação culé em pleno Camp Nou na Liga dos Campeões da Europa.

LEIA: Bayern atropela Barcelona mais uma vez e volta à final da Liga dos Campeões

Sem condições de jogo, o craque foi novamente poupado pelo técnico Tito Vilanova. A intenção era utilizar o camisa 10 somente em caso de extrema necessidade, mas a falta de confiança do melhor do mundo após uma grave lesão muscular e facilidade encontrada pelos alemães em marcar os gols fizeram o treinador deixá-lo de fora durante toda a partida.

Tito Vilanova teve de explicar a escolha durante a entrevista coletiva após o fracasso europeu e revelou que Messi estava abalado desde os minutos finais do empate em 2 a 2 com o Athletic de Bilbao. O argentino ainda marcou um golaço, mas não conseguiu fazer os blaugrana  conquistarem o título do Campeonato Espanhol de maneira antecipada.

MAIS: Edição de 2013 terá quarta final caseira da história da Liga dos Campeões

"Nos últimos minutos do jogo em San Mamés (casa do Athletic Bilbao), houve uma sensação estranha. Não tem lesão, mas após tantos dias sem treinar, um jogador acostumado a jogar não se sente à vontade. Diante do medo de romper o músculo com algum esforço, ficou decidido que ele ficaria no banco e só entraria se fosse preciso arriscar", justificou.

Além de Messi, outros pilares da equipe catalã ficaram de fora no momento mais decisivo da temporada, como o zagueiro e capitão Carles Puyol, o lateral esquerdo Jordi Alba e os volantes Javier Mascherano e Sergio Busquets. E essas ausências foram apontadas por Tito como determinantes para as derrotas para o Bayern.

"Não podemos negar que o Bayern chegou às semifinais em boa forma. Nós, entretanto, tivemos problemas devido aos desfalques e problemas físicos. Estou convencido de que se tivéssemos chegado 100% nesta eliminatória teríamos competido de outra forma", lamentou o comandante do Barça.

    Leia tudo sobre: lionel messi
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.