Jorginho exalta momento do Flamengo e vira referência para Ramon

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Treinador destaca "infelicidade de tomar gol no início" no confronto diante do Campinense pela Copa do Brasil, mas vê time em evolução

Fla Imagem
Jorginho, técnico do Flamengo

Passada a turbulência dos primeiros tropeços e da eliminação no Campeonato Carioca, o Flamengo parece finalmente ter encontrado o melhor caminho. Diante do Campinense na Paraíba, pela segunda fase da Copa do Brasil, os jogadores mostraram maturidade para reverter o placar e sair de campo com a quarta vitória nos últimos jogos sob o comando de Jorginho.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Tivemos a infelicidade de tomar um gol no início, mas rapidamente conseguimos recompor, organizar taticamente. Não fomos ameaçados, tivemos muitas oportunidades e poderíamos ter saído com a classificação. A atuação, a disciplina, a vontade não faltaram. Nós estávamos jogando no campo deles, mas com certeza eles cansaram mais do que a gente", vibrou o treinador, sem deixar de lamentar o fato de não ter eliminado o jogo de volta.

Além do desempenho em Campina Grande, o técnico do Rubro-Negro exaltou o trabalho do elenco nas últimas semanas de treinamento e nas últimas partidas: "Temos repetido a escalação e isso é fundamental. Acho que toda mudança requer tempo para se adaptar. Vamos cada vez mais conhecendo o grupo, o sistema tático, a forma de jogar. As coisas estão acontecendo e tendem a melhorar. Os jogadores têm respondido como equipe, com personalidade e vontade, sangue nos olhos".

E o treinador também foi elogiado após a partida. Após início conturbado no Mengão, o lateral esquerdo Ramon revelou ter encontrado em Jorginho, tetracampeão com a Seleção Brasileira na atuando como lateral, um conselheiro para crescer: "Ter o Jorginho passa muita confiança. Ele me fez evoluir taticamente e tecnicamente. Estou em uma crescente boa e fico feliz com isso".

Sem a mesma frustração do comandante, o meia Renato Abreu ficou satisfeito com o resultado conquistado no Nordeste. Autor dos dois gols flamenguistas na partida, o camisa 11 saiu de campo feliz com o aproveitamento nos chutes de longa distância. "Eu tenho um chute forte e em campo molhado isso é importante. O que importa é a vitória, isso é o mais importante para mim", garantiu o Urubu-Rei.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: FlamengoCopa do Brasil 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas