No próximo dia 15 de maio, uma quarta-feira, Chelsea e Benfica duelam pelo título da Liga Europa na Amsterdam Arena, na Holanda.

Jogando pelo empate, o Chelsea fez mais que a lição de casa. Nesta quinta-feira, o clube de Londres venceu o Basel por 3 a 1 e passou com sobras para a final da Liga Europa, onde vai enfrentar o Benfica, que bateu o Fenerbahçe pelo mesmo placar em Portugal.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar de o placar sugerir tranquilidade, o Chelsea passou por apuros, já que saiu atrás no placar. Contudo, com um início de segundo tempo arrasador, os jogadores do Chelsea viraram em menos de três minutos e tiveram a festa completada por um golaço do zagueiro brasileiro David Luiz.

O jogo

Precisando de dois gols para tirar a vantagem do Chelsea, o Basel se lançou ao ataque, apesar de jogar fora de seus domínios e o Chelsea mostrou, mais uma vez, grande poderio defensivo, sempre oferecendo perigo nos contra-ataques.

O primeiro lance de perigo aconteceu logo no minuto inicial, quando o capitão do Basel, Marco Streller, acertou um bom chute de primeira, que passou muito perto, assustando o goleiro Petr Cech.

Os donos da casa responderam aos oito minutos, com Lampard, que acertou a trave, após passe de Ramires. No rebote, Moses tentou de novo, mas a bola parou nas mão de Sommer. Aos poucos, o Chelsea quebrou o ímpeto inicial dos visitantes e passou a mandar no jogo, controlando a posse de bola. Aos 17, Fernando Torres fez tabela com Hazard, que deu passe de letra para o espanhol tentar o arremate, mais uma vez defendido por Sommer.

Aos 29, Hazard fez grande jogada, levou à linha de fundo e tocou de calcanhar para Moses, que rolou para Ramires. O brasileiro bateu fraco e o goleiro do time suíço defendeu bem, no meio do gol. Os Blues  acabaram sendo punidos por sua falta de eficiência ofensiva, enquanto controlou a partida. A partir dos dez minutos finais da primeira etapa, só deu Basel.

Aos 39, Salah, recebeu na área e bateu na saída de Petr Cech, que fez grande intervenção e evitou o empate dos visitantes. Na sobra, Stocker bateu em cima da zaga do Chelsea.No último minuto, os suíços acabaram premiados por sua insistência. Stocker deu um grande passe para Salah, que recebeu na área, mas desta vez conseguiu superar Cech para inaugurar o placar.

No entanto, o balde de água fria para o time da Basileia veio nos primeiros seis minutos da etapa complementar. Aos quatro minutos, Hazard fez grande jogada individual até que foi travado dentro da área. A bola sobrou para Lampard, que arriscou de fora e viu o goleiro Sommer soltar a bola nos pés de Fernando Torres, que só completou para as redes.

Aos seis, foi a vez de Fernando Torres bater de longe, mas pegar mal na bola. No meio do caminho, Moses conseguiu fazer o domínio, mas foi travado no primeiro chute, no segundo, a redonda só parou no fundo do gol e o Chelsea repetia o placar do primeiro jogo.

Mas o melhor ainda estava por vir. Aos 14 minutos, Lampard recebeu na intermediária e rolou para David Luiz. O zagueiro brasileiro bateu de chapa, de primeira e acertou o ângulo de Sommer, que nem se mexeu. Chelsea 3 a 1.

O Basel não esmoreceu e ainda deu sinais de vida. Aos 18 minutos, Frei arriscou de muito longe e contou com o desvio do zagueiro para vencer Cech, mas ver a bola parar na trave. A partir de então, o time londrino administrou o resultado e segurou o 3 a 1 até o apito final, que fez Stanford Bridge comemorar a segunda final de competição europeia consecutiva do clube.

FICHA TÉCNICA - CHELSEA 3 X 1 BASEL
Local:
Estádio Stamford Bridge, em Londres (Inglaterra)
Data: 2 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark (ambos da Suécia)
Cartões Amarelos: Azpilicueta (Chelsea) e Serey Die, Schar e Steinhofer (Basel)

Gols
CHELSEA: Fernando Torres, aos 4, Victor Moses, aos 6 e David Luiz, aos 14 minutos do Segundo tempo.
BASEL: Mohamed Salah, aos 45 minutos do primeiro tempo

CHELSEA: Cech; Azpilicueta, Ivanovic, Cahill e Bertrand; David Luiz (Nathan Ake), Lampard, Ramires (Oscar), Hazard (Juan Mata) e Victor Moses; Fernado Torres.
Técnico: Rafa Benítez

BASEL: Sommer; Steinhofer, Schar, Sauro e Voser; Frei (Díaz), Elneny, Stocker (Degen), Serey Die e Mohamed Salah; Streller (Zoua).
Técnico: Murat Yakin

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.