João Paulo de Jesus Lopes disse ter considerado muito elevado o valor pedido pelo clube de Campinas por Cicinho e Cleber e descartou negociação

Cicinho era um dos jogadores da Ponte Preta que estava nas miras do São Paulo
Gazeta Press
Cicinho era um dos jogadores da Ponte Preta que estava nas miras do São Paulo

O interesse do São Paulo por Cicinho e Cleber, da Ponte Preta , não existe mais. Ao menos foi o que disse o vice-presidente do clube da capital, João Paulo de Jesus Lopes, no fim da tarde desta quarta-feira, no CT da Barra Funda.

"Nós consultamos o clube, mas achamos o valor pedido muito elevado. Então, essa negociação está encerrada", disse o dirigente.

A oferta são-paulina foi um montante financeiro mais alguns atletas por empréstimo. Insatisfeita com os nomes oferecidos e a quantia com a qual teria que arcar mensalmente, a Ponte teria exigido apenas dinheiro, mais precisamente R$ 10 milhões.

O técnico Ney Franco, no entanto, ainda não se dá por satisfeito e continua esperançoso em contar com a dupla pontepretana. "Acho que são jogadores interessantes, mas, até o presente momento, não tem nada certo, nada confirmado ainda", falou.

Sem Cicinho e Cleber, o único reforço confirmado na semana é Silvinho, atacante de 22 anos que defendia o Penapolense e assinou vínculo até o fim da temporada. O jogador já foi inscrito na Copa Libertadores, em substituição a Casemiro, porém ainda não foi relacionado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.