Mourinho revela desejo de ir para "onde é querido" e admite deixar o Real Madrid

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Após eliminação para o Borussia Dortmund na Liga dos Campeões, treinador português critica imprensa espanhola e elogia a inglesa

Nas entrevistas da última segunda-feira, José Mourinho deixou claro que não se incomodava com a possibilidade de assumir toda culpa do fracasso na Liga dos Campeões. Já nesta terça-feira, o comandante do Real Madrid viu seus jogadores lutarem até o minuto final, mas sem evitar a eliminação para o Borussia Dortmund. Foi o suficiente para o treinador mudar o discurso.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Jogadores do Borussia Dortmund comemoram a classificação para a final da Liga dos Campeões, mesmo com a derrota para o Real Madrid. Foto: ReutersCabisbaixo, Cristiano Ronaldo deixa o gramado do Santiago Bernabéu após a eliminação do Real Madrid para o Borussia Dortmund. Foto: ReutersO atacante Lewandowiski é abraçado pelos companheiros após a classificação do Borussia, que veio mesmo após a derrota diante do Real. Foto: ReutersSergio Ramos vibra demais após a marcação do segundo gol do Real Madrid, que mesmo com a vitória acabou eliminado pelo Borussia Dortmund. Foto: ReutersO atacante Cristiano Ronaldo lamenta mais uma chance desperdiçada para o Real Madrid diante do Borussia Dortmund. Foto: ReutersOezil, do Real Madrid, recebe dura marcação de Piszczek, do Borussia. Foto: ReutersO técnico José Mourinho se prepara para devolver a bola durante o duelo entre Real x Borussia. Foto: ReutersO meia Mario Goetze sente contusão e deixa a partida ainda no primeiro tempo. Foto: ReutersO atacante do Borussia, Robert Lewandowski, tenta ganhar de cabeça da defesa do Real Madrid. Foto: ReutersCristiano Ronaldo perde chance durante o primeiro tempo no Santiago Bernabéu. Foto: Reuters

Sem ter o que reclamar do elenco ou da torcida que lotou o Santiago Bernabéu na partida de volta das semifinais, o português não poupou críticas à imprensa espanhola. Apontando os jornalistas como responsáveis pela falta de motivação em permanecer na capital da Espanha, o técnico revelou ter um novo destino em vista.

"Quero estar onde me queiram. Sei que alguns clubes me querem, em especial um. Na Espanha, muitos me odeiam e boa parte dos que me odeiam está nessa sala (de imprensa). Quero estar em um lugar onde seja querido. Na Inglaterra, sou querido por todos e a imprensa é justa comigo. Só me critica com argumentos", declarou.

Nas últimas semanas, o nome do italiano Carlo Ancelotti ganhou força nos bastidores do Real Madrid. Mou negou conhecer detalhes sobre a própria saída, mas tem sido apontado como o favorito a assumir o Paris Saint-Germain, atualmente comandado por Ancelotti na próxima temporada. Time mais identificado com o treinador, o Chelsea também surge como um candidato a ficar com o português.

*com Gazeta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas