Fluminense divulga balanço com dívida nove vezes menor que em 2011

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Apesar do avanço, presidente Peter Siemsen cita penhoras com a Justiça, atos trabalhistas e impostos feitos em gestões passadas como grandes empecilhos para zerar quantia

Divulgação
Peter Siemsen, presidente do Fluminense

O Fluminense segue firme no projeto de zerar suas dívidas. Apesar de seguir no vermelho, o clube apresentou déficit praticamente nove vezes menor que no ano anterior no balanço completo das contas referentes a 2012 divulgado nesta terça-feira.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em 2011, as dívidas do Fluminense chegavam a R$ 34,135 milhões. Neste ano, o clube apresentou déficit de apenas R$ 3,716 milhões. Apesar do grande avanço, o presidente Peter Siemsen culpa as gestões passadas do clube pelo montante restante, citando penhoras com a Justiça, atos trabalhistas e impostos como os grande empecilhos para zerar a quantia.

"As penhoras foram requeridas pela Receita Federal para alcançar os tributos IRRF e INSS não recolhidos no período de 2007 a 2010, que somam R$ 31.440.152,00. Apesar de não surpreender o Fluminense, que mantém sob forte vigilância as suas contas e compromissos, o fato chegou antes do esperado e abalou o sistema de contas a pagar, por causa do desequilíbrio crônico e histórico do seu passivo", relata o mandatário.

Entre 2011 e 2012, ano em que conquistou o seu tetracampeonato nacional, o Fluminense também deu salto em suas receitas, passando de R$ 77 milhões para R$ 144 milhões. O aumento é fruto da maior cota de televisão e da venda de jogadores como o lateral Wallace, que rendeu R$ 14 milhões para o clube, por exemplo.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: Fluminense

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas