Schuster lembra Brasil e destaca fim de ciclo espanhol no futebol

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Para ex-craque alemão, o futebol alemão passa por uma fase melhor do que o espanhol

Getty Images/Christian Augustin
O ex-jogador alemão Bernd Schuster

Ex-jogador de equipes como Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Bayer Leverkusen durante sua carreira no futebol profissional, o alemão Bernd Schuster acumulou grande experiência para saber as diferenças do futebol de seu país e o da Espanha. Em meio a momento decisivo da Liga dos Campeões, o ex-jogador destacou as mudanças no esporte e ressaltou o momento vivido por seus compatriotas no cenário internacional.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O futebol acontece por gerações. A Espanha teve uma equipe muito boas nos últimos anos e deu bons jogadores, mas todos os ciclos terminam. Foi assim com Brasil e Itália também. Agora são os alemães que estão tentando ganhar", disse durante evento comercial.

Schuster atuou na Espanha durante 13 anos de sua carreira como atleta e defendeu três times: Barcelona (1980 - 1988), Real Madrid (1988 - 1990) e Atlético de Madrid (1990 - 1993). Além disso, já como treinador, passou por Xerez, Levante, Getafe e novamente pelo clube branco, onde assegurou o título nacional em 2008.

Veja também: Barcelona tentará todos os truques contra Bayern, alerta Beckenbauer

A passagem como técnico no Real Madrid, inclusive, foi lembrada por Schuster. Na visão do alemão, o time comandado por José Mourinho, aliado ao apoio dos torcedores no Santiago Bernabéu, tem condições de reverter a desvantagem contra o Borussia Dortmund na Liga dos Campeões da Europa. Na primeira partida, vitória por 4 a 1 da equipe aurinegra.

"O Real Madrid é quem tem mais capacidade de se recuperar", exaltou. "O Bernabéu tem algo mágico e já viveu muitas noites históricas. Gols podem acontecer de um momento para outro naquele estádio", encerrou.

Leia também: Cristiano Ronaldo é confirmado para duelo do Real com Dortmund

Nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), o clube espanhol precisa triunfar por, no mínimo, 3 a 0 para garantir um lugar na final. Se o time alemão marcar um gol, os donos da casa precisarão balançar as redes cinco vezes. Qualquer empate classifica a equipe visitante. Em caso de vitória por 4 a 1 dos comandados de Mourinho, o jogo irá para prorrogação, com possibilidade de pênaltis.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas