Com vaga garantida na decisão do estadual, Coritiba derrotou o Londrina por 3 a 0 e pega arquirrival na final do Paranaense

Já classificado para a final do Campeonato Paranaense, o Coritiba mostrou seriedade e bateu o Londrina por 3 a 1, no Estádio Couto Pereira, eliminado o time do norte do Estado de qualquer chance de chegar a disputa do título. Com a melhor campanha da competição, o Tubarão terá que se contentar com a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e com a final do interior. O Coxa, por usa vez, vai encarar o rival Atlético-PR na busca pelo tetracampeonato com vantagem.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

A bola mal havia rolado do Alto da Glória e, aos dois minutos, Diogo Roque aproveitou cruzamento na área e cochilo da defesa alviverde e desviou para o fundo das redes. O Coxa parecia nervoso nos primeiros movimentos, errando passes fáceis. Aos sete minutos, Patric chutou forte e carimbou a defesa adversária no caminho. Mas, aos nove minutos, Deivid aproveitou saída errada do Tubarão, invadiu a área e tocou na sida do goleiro para empatar.

Leia mais: Atlético-PR é goleado pelo Operário, mas chega na decisão do estadual

Deivid comemora gol do Coritiba sobre o Londrina
Heuler Andrey/Agif/Gazeta Press
Deivid comemora gol do Coritiba sobre o Londrina

A partida era equilibrada, com as duas equipes buscando o gol a todo momento. Aos 12 minutos, Gil chutou de fora da área e a bola subiu demais. Aos 14 minutos, Rafinha foi lançado no meio da defesa, que só protegeu a sida pela linha de fundo. O Londrina assustou aos 19 minutos, em testada firme de Germano, por cima da meta de Vanderlei.

Veja ainda: Paraná se despede com vitória e rebaixa o Paranavaí

O Londrina se arriscava mais ao ataque e, aos 24 minutos, Neílson arriscou o arremate, nas mãos de Vanderlei. Na resposta, Rafinha, aos 29 minutos, tocou por cobertura e a zaga alviceleste salvou tirando a bola que se encaminhava para o gol vazio. Aos 37 minutos, Júnior Urso, sem conseguir penetrar na defesa, bateu de longe, nas mãos de Danilo.

No segundo tempo, os times reapareceram sem mudanças. Pressão do Coritiba e, aos seis minutos, Rafinha chutou, a defesa deu rebote e Deivid, com liberdade, e impedido, chutou para fora. Aos oito minutos, Rafinha disparou com a bola, apareceu na cara do gol e chutou em cima do goleiro, desperdiçando uma oportunidade clara. O Londrina estava muito recuado, permitindo a pressão coxa-branca. Aos 17 minutos, Deivid lançou Rafinha, que passou bonito pelo goleiro e toou para o gol para virar.

A vantagem aumentou em seguida. Aos 23 minutos, Victor Ferraz fez o levantamento e Leandro Almeida apareceu com oportunismo para desviar para as redes. O gol praticamente empatou o Tubarão em campo. Aos 31 minutos, Germano chutou e Vanderlei salvou. Robinho, aos 34 minutos, tentou descontar de cabeça e errou o alvo. Aos 42 minutos, Bruno cobrou falta, direto pela linha de fundo. A final já estava definida.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 3 X 1 LONDRINA

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 28 de abril de 2013, domingo
Horário: 15h50 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Arestides Pereira da Silva Jr.

Cartões amarelos: Bruno (Londrina)

Gols: CORITIBA: Deivid, aos 09 minutos do primeiro tempo, Rafinha, aos 17 minutos e Leandro Almeida, aos 23 minutos do segundo tempo
LONDRINA: Diogo Roque, aos 02 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz (Zé Rafael), Leandro Almeida, Chico e Patric; Sérgio Manoel, Júnior Urso, Gil (Djair) e Robinho (Pereira); Rafinha e Deivid
Técnico: Marquinhos Santos

LONDRINA: Danilo; Serginho Paulista, Gilvan, Dirceu e Wendell; Diogo Roque (Robinho), Bruno, Germano e Celsinho; Weverton e Neílson
Técnico: Claudio Tencati

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.