Após defesas de pênalti, Rafael volta a falar em seleção brasileira

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Goleiro foi decisivo para a classificação do Santos à semifinal do Campeonato Paulista ao defender duas cobranças do Palmeiras

Rafael se empolgou com as defesas de pênalti que classificaram o Santos às semifinais do Campeonato Paulista. Após parar os atacantes Kleber e Leandro na disputa de penalidades com o Palmeiras, no sábado, o goleiro passou a projetar um retorno à seleção brasileira.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O técnico tem convocado o Júlio César, que é um baita goleiro. Temos muitos outros bons. O Brasil está bem servido e só deve dar sequência para alguém, como fizeram com o Júlio. Mas é claro que sempre sonho com a Seleção. Vou trabalhar com humildade, quietinho, para voltar", almejou.

Rafael seria o titular da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado, porém contundiu o cotovelo direito e acabou cortado. "Houve a lesão e, por opção do técnico, não voltei mais", lamentou, apesar de não criticar Mano Menezes, o antecessor de Luiz Felipe Scolari no comando do Brasil.

"Sei que é difícil. Goleiro é carga de confiança. Eu contava com a confiança do Mano, que sempre me deu apoio e me ajudou muito. Tive idade olímpica para estar em Londres. Depois das Olimpíadas, o treinador voltou a chamar quem considerava melhor. Mas só tenho a agradecê-lo. O Mano foi o cara que me deu a minha primeira chance na seleção. Não vou me esquecer disso", discursou.

Atualmente, Rafael conta com a confiança de outro técnico: Muricy Ramalho. "Ele é um goleiro que não chegou de graça à seleção brasileira. Caras como ele crescem em momento de decisão, como foram os pênaltis com o Palmeiras. No futebol, você mostra que é bom nos momentos difíceis", disse o treinador do Santos, incentivando futuras convocações de seu comandado.

"O Rafael teve um probleminha (o corte das Olimpíadas), e isso acaba abatendo um pouco. Mas a confiança que temos nele é muito grande. Ele voltou a mostrar porque é o goleiro do Santos e porque já esteve na Seleção Brasileira", exaltou Muricy.

*Com Gazeta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas