Conmebol abre expediente disciplinar para julgar Grêmio e Huachipato

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao final do jogo, membros da comissão técnica do time chileno partiram para cima de Vanderlei Luxemburgo e agrediram o treinador brasileiro

A Conmebol anunciou no início da noite desta sexta-feira que abriu o expediente disciplinar para julgar Huachipato e Grêmio pelas confusões na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Segundo comunicado oficial, a entidade espera definir o caso antes que os gaúchos estreiem nas oitavas de final diante do Independiente de Santa Fé.

Jorge Pellicer (à esq.) discutiu com Luxemburgo e tenta partir para cima do técnico gremista. Foto: Luis Hidalgo/APJogadores do Grêmio se defenderam das agressões e ficaram acuados no túnel de acesso ao gramado. Foto: Luis Hidalgo/APO goleiro Marcelo Grohe discute com policiais no vestiário. Foto: Luis Hidalgo/APComissão técnica gremista tenta apartar a confusão no Chile. Foto: Luis Hidalgo/APBarcos tenta roubar a bola de Gonzalez. Foto: Luis Hidalgo/APZé Roberto celebra gol do Grêmio contra o Huachipato. Foto: Luis Hidalgo/APRhayner sofre falta durante a partida contra o Caracas. Foto: Felipe Dana/APRafael Sóbis comemora gol da vitória do Fluminense. Foto: Nelson Perez/Fluminense F.CEdinha prepara uma bicicleta na partida contra o Caracas. Foto: Felipe Dana/APGilson Kleina orienta o Palmeiras em partida disputada no Peru. Foto: Martin Mejia/APMarcelo Oliveira sobre falta em jogo contra o Sporting Cristal. Foto: Martin Mejia/AP

"Depois de ter analisado os eventos após o término da partida entre Huachipato e Grêmio no último dia 18 de abril, no dia de hoje a Unidade Disciplinar da Conmebol, depois de analisar cuidadosamente os relatórios dos árbitros da partida e as imagens da televisão, foi aberto o expediente disciplinar a ambos os clubes, assim como a vários de seus jogadores e técnicos que participaram dos referidos incidentes", diz o comunicado.

Ao final da vitória gremista por 2 a 1 em terras chilenas, Vanderlei Luxemburgo e o argentino Jorge Pellicer, comandante do clube da casa, foram ao meio de campo conversar com o árbitro uruguaio Martín Vásquez e a confusão teve início. Luxa é acusado de ter debochado do Huachipato e foi perseguido por jogadores e membros da comissão técnica dos mandantes.

O treinador tricolor caiu no gramado e afirma ter sido agredido por alguns adversários antes de ser ‘resgatado’ pelo zagueiro Douglas Grolli. Torcedores do time da casa invadiram o gramado do estádio CAP e aumentaram ainda mais a confusão.

Com a vaga garantida nas oitavas de final, o Grêmio agora espera o resultado do julgamento antes de enfrentar o Santa Fé na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Arena Grêmio. O duelo de volta, depois de alterações, está marcado para o dia 16 de maio no estádio El Campín, em Bogotá.

Leia tudo sobre: grêmiohuachipatolibertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas