Clube assegura que irá colocar todo auxílio psicológico e jurídico ao jogador

O Dia

Bernardo foi vítima de tortura por parte de traficantes no Rio
Marcelo Regua/Agência O Dia
Bernardo foi vítima de tortura por parte de traficantes no Rio

O Vasco divulgou uma nota oficial a respeito do jogador Bernardo. O clube afirmou que vai prestar todo o tipo de favor jurídico e psicológico ao atleta, mesmo o assunto não tendo nenhum origem esportiva. Além disso, o comunicado revelou que tanto o clube quanto o jogador não irá declarar nada publicamente enquando as investigações não chegarem ao vim.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Confira a nota na íntegra:

'' Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo o atleta Bernardo Vieira de Souza, o Club de Regatas Vasco da Gama esclarece que, apesar de tratar-se de assunto alheio a questão desportiva, oferece todo o suporte ao jogador, prestando assessoria jurídica e apoio psicológico.

Informamos que tanto Vasco da Gama quanto o atleta não se pronunciarão publicamente sobre o ocorrido, a fim de preservar o bom andamento das investigações.''

E mais: Após ser torturado, Bernardo divulga foto em rede social e diz: "Estou bem"

Confira imagens de jogadores que tiveram problemas com a Justiça

Entenda o caso Bernardo

Bernardo foi sequestrado e agredido por traficantes no Complexo da Maré, na noite de domingo, após ser flagrado com uma jovem, Daiane Rodrigues, de 22 anos. A jovem foi baleada sete vezes nas pernas e espancada dentro da Vila do João. Ela seria namorada de um traficante do Terceiro Comando Puro (TCP), facção que domina a venda de drogas na comunidade. Bernardo também foi espancado pelo bandido e seus comparsas — ele não levou tiros, mas foi torturado até com choques elétricos.

Veja também: Bernardo apanha e é torturado por traficantes

Daiane deu entrada no Hospital Santa Maria Madalena, na Ilha do Governador. Ela foi atingida por cinco tiros na perna e dois no pé esquerdo. O caso foi registrado na 37ª DP (Ilha), onde, segundo o RO de número 037-02705/2013, a vítima disse ter sido baleada na noite de domingo na Rua 14, dentro da Vila do João, sem especificar o motivo. Como o Complexo da Maré faz parte da área de cobertura da 21ª DP (Bonsucesso), o caso foi encaminhado para esta distrital.

O delegado José Pedro Costa da Silva, titular da 21ª DP, disse que não se pronunciaria sobre o assunto, mas confirmou que vai investigar informações de que a jovem seria namorada do chefão do tráfico de três favelas da Maré, a Vila do João, a Vila do Pinheiro e o Timbau, conforme as denúncias que chegaram à distrital.

Leia também: Bernardo e W. Silva são intimados a depor sobre tortura e tiros em favela

Bernardo estaria na favela acompanhado de outro jogador de futebol, que atua em um clube rival, também do Rio, e já foi morador do Complexo da Maré. Ele teria sido obrigado a assistir à sessão de espancamento do colega e da jovem, mas não foi agredido.

Após o atendimento inicial na Ilha, Daiane foi transferida na manhã de segunda-feira para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ela teve alta ontem. Já Bernardo, segundo informes, não teria buscado socorro em nenhum hospital.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.