Meia lamentou o fato de a seleção brasileira ter feito apenas um treinamento antes do amistoso contra o Chile

O meia Ronaldinho Gaúcho assumiu a braçadeira de capitão e também a incumbência de liderar a Seleção Brasileira em campo. No entanto, o astro do Atlético-MG não conseguiu brilhar sob o comando de Luiz Felipe Scolari e culpou a falta de treinos pela má atuação da equipe no empate por 2 a 2 contra o Chile, na noite desta quarta-feira.

Brasil empata com Chile no Mineirão, é vaiado e ouve “olé” da própria torcida

"É difícil, porque a equipe treinou uma vez só junta. No outro jogo (contra a Bolívia), não tivemos treino. Estamos tentando nos superar, pois todo mundo tinha consciência de que seria difícil", afirmou o jogador, à TV Globo .

Leia também: Neymar minimiza vaias no Mineirão: “Nem ligo mais para isso”

A partida desta quarta, no Mineirão, foi o último teste antes da convocação para a Copa das Confederações. Apesar de não ter atuado bem, Ronaldinho Gaúcho mantém sua esperança de ser chamado pelo treinador na lista que será divulgada no dia 14 de maio.

"Fica a critério do treinador. A Seleção vem treinando pouco e, na Copa das Confederações, terá mais tempo e conseguirá entrosamento", ponderou o atleta.

Felipão deixou claro que Ronaldinho Gaúcho disputa posição com Kaká para a Copa das Confederações. Até antes do jogo contra o Chile, o jogador do Atlético-MG estava em vantagem em relação ao meia do Real Madrid. Agora, o treinador tomará a decisão sobre quem será o líder do elenco no torneio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.