Mesmo com o gol, o jogador ainda tem cautela para falar sobre seu espaço na seleção e prefere não se sentir dono de uma das vagas

O zagueiro Réver está cada vez mais perto de confirmar sua vaga no elenco de Luiz Felipe Scolari para a Copa das Confederações. Titular no amistoso contra o Chile, o jogador marcou um gol, mas reconheceu que a seleção brasileira passou por sufoco para segurar o empate por 2 a 2 no Mineirão.

Brasil empata com Chile no Mineirão, é vaiado e ouve “olé” da própria torcida

"É difícil de avaliarmos. Infelizmente, não conseguimos o que queríamos, que era a vitória, e saímos insatisfeitos com o resultado. Mas não podemos jogar tudo por água abaixo, pois jogamos contra uma grande equipe. Sofremos um pouquinho com a falta de entrosamento, mas o mais importante é que não fomos derrotados, que seria até pior", avaliou.

Revér deu sua contribuição no ataque para tentar obter um placar melhor. Quando o jogo estava 1 a 0 para o Chile, o zagueiro do Atlético-MG aproveitou cobrança de escanteio e mandou de cabeça para as redes.

Mesmo com o gol, o jogador ainda tem cautela para falar sobre seu espaço na seleção e prefere não se sentir dono de uma das vagas. "Acho que o gol não muda muita coisa. Estamos tentando buscar a vaga, e o Dedé também fez uma boa partida. Quem tem a ganhar com isso é o Felipão", comentou, ainda no intervalo.

Para o segundo tempo, o técnico manteve Réver, mas tirou Dedé para colocar Henrique. Na teoria, os três disputam apenas uma vaga no elenco, já que Thiago Silva, David Luiz e Dante estão em vantagem na posição. Felipão anunciará os convocados para a Copa das Confederações no dia 14 de maio, sem ter mais partidas até lá.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.