Real Garcilaso é um dos times mais novos a participar da Libertadores e encara tradição uruguaia jogando em casa

No único jogo desta quinta-feira pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o Nacional, do Uruguai, visita o Real Garcilaso, às 22h15 (de Brasília), no Estádio Inca Garcilaso de La Vega, em Cuzco, no Peru. Os uruguaios acabaram o Grupo 1 na primeira colocação, deixando o Boca Juniors para trás, e podem ser considerados favoritos.

Scotti marca de cabeça na vitória do Nacional sobre o Boca na primeira fase
Eduardo Di Baia/AP
Scotti marca de cabeça na vitória do Nacional sobre o Boca na primeira fase

Apesar do favoritismo, o Nacional sabe que vai ter dificuldades pela frente. O Real Garcilaso surpreendeu com a boa campanha na etapa de grupos, deixando para trás adversários de maior tradição, como o Cerro Porteño, do Paraguai, e o Deportes Tolima, da Colômbia.

“O Real Garcilaso não é um time qualquer e vai dar muito trabalho para o Nacional, ainda mais neste primeiro jogo, quando vai querer transformar o resultado final em uma boa vantagem para a partida de volta. Mas o Nacional tem um time experiente e precisa saber lidar com essas situações se quiser realmente brigar pelo título”, disse o meia Alvaro Recoba, experiente jogador do Nacional.

O trio de arbitragem para a partida desta quinta-feira será composto somente por brasileiros. Marcelo de Lima Henrique vai apitar, sendo auxiliado por Márcio Santiago e Kleber Lúcio Gil.

O duelo de volta entre as duas equipes está previsto para acontecer no dia 9 de maio, no Uruguai, e o classificado vai medir forças na próxima etapa com o ganhador do encontro entre Grêmio e Independiente Santa Fé, da Colômbia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.