Barcelona não precisa de revolução após goleada, assegura Iniesta

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia espanhol admite que algumas mudanças precisarão ser feitas no time catalão, mas nada drástico

Kerstin Joensson/AP
Iniesta reconhece que o Barcelona precisa reforçar seu elenco para a próxima temporada

Um dos maiores símbolos do recente período vitorioso do Barcelona, o meio-campista Andrés Iniesta descartou possibilidade de o clube catalão fazer grandes mudanças após ser derrotado por 4 a 0 pelo Bayern de Munique, nesta terça-feira. Criado nas categorias de base da agremiação espanhola e profissional desde 2002, o camisa 8 admitiu que a equipe catalã precisa passar por algumas alterações, mas negou necessidade de algo drástico.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"As revoluções quase nunca são boas. Quando as coisas não saem bem, devemos contar até dez e esperar esfriar um pouco a cabeça, raciocinar e pensar. Se queremos seguir competindo como fizemos até agora e disputar todos os títulos, precisamos melhorar muitas coisas. Não digo que é necessário contratar quatro ou cinco atletas, mas devemos brigar por tudo", disse.

Veja também: Para jornais europeus, "mega derrota" põe fim ao ciclo do atual Barcelona

Desde que chegou ao time principal do Barcelona, Iniesta conquistou 21 títulos, incluindo três edições da Liga dos Campeões da Europa (2005/2006, 2008/2009 e 2010/2011). Ao lado do meio-campista Xavi, do zagueiro Carles Puyol, do goleiro Victor Valdés e do atacante Lionel Messi, o camisa 8 é um dos poucos atletas do elenco catalão que participou da conquista dos últimos três títulos continentais.

Nesta temporada, o meio-campista está próximo de ganhar seu sexto título espanhol pelo Barcelona. Faltando seis rodadas para o término da competição, o time comandado por Tito Vilanova está 13 pontos à frente (84 a 71) do segundo colocado na tabela de classificação, Real Madrid.

Leia também: Piqué evita críticas à arbitragem após goleada e admite "surra" do Bayern

"Esgotados? Não acredito que o motivo para a derrota tenha sido cansaço", explicou. "Precisamos trocar de chip e de mentalidade, pensar em ganhar. O Campeonato Espanhol é o torneio que estamos mais perto de conquistar. Nossa única opção é levantar a cabeça", completou.

Na Liga dos Campeões, o clube catalão precisa reverter desvantagem de quatro gols diante do Bayern de Munique para garantir vaga na decisão. Uma vitória por cinco gols de diferença classifica o Barcelona, enquanto triunfo por 4 a 0 leva o jogo para a prorrogação, com possibilidade de pênaltis. Qualquer empate classifica o time alemão. Além disso, se os visitantes balançarem as redes no Camp Nou, os donos da casa precisarão fazer seis gols.

"Precisamos estar preparados. Não posso dizer que ganharemos por cinco gols de diferença, mas devemos entrar em campo como se fosse uma final. É necessário pressionar desde o início, pensar que podemos conseguir um resultado amplo e realizar esta façanha", encerrou.

* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: barcelonaIniestafutebol mundialespanhaliga dos campeões

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas