À espera de chance, Pato se diz pronto para responsabilidade na seleção

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Logo no começo do segundo tempo, o corintiano recebeu livre na área e, em vez de chutar, preferiu fazer a assistência para Neymar balançar as redes contra o Chile

O atacante Alexandre Pato atuou por apenas 45 minutos na partida desta quarta-feira e espera ter convencido Luiz Felipe Scolari a convocá-lo para a Copa das Confederações. Autor da assistência no gol de Neymar, no empate por 2 a 2 contra o Chile, o jogador espera agora dar sequência em seu clube para continuar chamando a atenção do treinador do Brasil.

Brasil empata com Chile no Mineirão, é vaiado e ouve “olé” da própria torcida

"Se ele precisar, estou pronto para a responsabilidade. Estou tranquilo e vou continuar trabalhando forte no Corinthians para ir para a Seleção", afirmou o atleta, que ainda não é titular absoluto na equipe alvinegra dirigida por Tite.

Titulares da seleção brasileira posam para foto antes do jogo. Foto: VipcommJogadores do Chile comemoram gol no Mineirão. Foto: Eugenio Savio/APLeandro Damião tenta vencer a marcação de Rojas em ataque da seleção brasileira. Foto: Andre Penner/APNeymar disputa a bola com o chileno Braulio Leal. Foto: Andre Penner/APRéver comemora após marcar gol de empate do Brasil. Foto: Andre Penner/APRonaldinho protege a bola da marcação chilena. Foto: VipcommFelipão observa desempenho da seleção brasileira em campo . Foto: VipcommPaulinho faz o passe durante ataque da seleção brasileira. Foto: VipcommNeymar recebe o abraço de Pato, de quem recebeu o passe, e dos demais companheiros após balançar as redes. Foto: VipcommNeymar comemora segundo gol do Brasil no Mineirão. Foto: Vipcomm

Nesta quarta, no Mineirão, Alexandre Pato começou no banco de reservas de Leandro Damião, substituindo o jogador colorado no intervalo. Logo no começo do segundo tempo, o corintiano recebeu livre na área e, em vez de chutar, preferiu fazer a assistência para Neymar balançar as redes.

"Poderia ter chutado, mas vi que ele estava bem posicionado e dei o passe. É mérito também dele, que finalizou. Estou muito contente por ter dado este passe", acrescentou.

Depois das vaias que a Seleção Brasileira recebeu em Belo Horizonte, Alexandre Pato defendeu o empenho da equipe, apesar de entender os protestos nas arquibancadas.

"Acho que não é só aqui, mas em todos os lugares a torcida tem o direito de cobrar e incentivar. Cada um tem seu modo de pensar e tentamos fazer nosso melhor em campo. Vamos sempre trabalhar para conseguir resultados positivos", encerrou.

Leia tudo sobre: felipãochilealexandre patoseleção brasileira

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas