Ponte Preta tem interesse em abandonar Copa do Brasil por Sul-Americana

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time campineiro tem como prioridade participar do primeiro campeonato internacional de sua história

Denny Cesare/Agif/Gazeta Press
A Copa Sul-Americana será o primeiro torneio internacional da Ponte Preta

Classificada para a Copa Sul-Americana ao ficar na 14ª colocação do último Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta não esconde o desejo de participar de sua primeira competição internacional da história. O problema, no entanto, é que o time de Campinas pode ficar de fora do torneio organizado pela Conmebol se continuar avançando de fase na Copa do Brasil.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo o regulamento da CBF, as equipes que estiverem classificadas para a Sul-Americana que alcançarem a quarta fase da Copa do Brasil, terão de abandonar a competição continental. Para não frustrar as expectativas da torcida, o presidente da Ponte, Márcio Della Volpe revelou a intenção de desistir da copa nacional.

"Vamos querer disputar um torneio internacional. É nossa ideia abrir mão da Copa do Brasil pela Sul-Americana, mas futebol não dá para fazer nada com antecedência. Temos que esperar para ver", explicou o mandatário, que também colocou o Campeonato Paulista à frente da Copa do Brasil.

Veja também: Para fazer pressão, Ponte só venderá 2 mil ingressos à torcida do Corinthians

Nas quartas de final do Paulistão, a Ponte tem pela frente o Corinthians, adversário que eliminou em pleno Pacaembu na mesma fase no ano passado. Em busca do primeiro título de expressão nos 113 anos história, os ponte-pretanos tem o Estadual como principal meta no primeiro semestre.

"A Copa do Brasil, com essa questão de sul-americana, tem importância, mas tem uma avaliação. Como estamos na fase inicial (classificado para a segunda fase depois de eliminar a Itabaiana), dá para pensar um pouco no que fazer. Também vai coincidir com as finais do Paulistão. Não é segredo para ninguém que o planejamento inicial é o título paulsita. Independente de quem for o adversário, temos que entrar no campo e cumprir nosso ideal", ressaltou Della Volpe.

Com o elenco em evidência pelas belas campanhas no Brasileirão e no Campeonato Paulista, o presidente afirma que a vontade da diretoria é manter os jogadores até o final do ano. Para animar ainda mais a torcida, o mandatário diz que reforços devem chegar para o segundo semestre: "Reforçar é necessário. Sabemos as grandes deficiências. A expectativa é não perder nenhum atleta e manter esse elenco até o final do ano".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas