Palmeiras quer repetir ‘espírito de Libertadores’ no Paulistão

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Após vitórias e classificação para as oitavas de final da Libertadores, time foi derrotado na última rodada da fase de classificação do estadual

Andre Penner/AP
Jogadores do Palmeiras celebram gol pela Libertadores

O Palmeiras já sabe como superar o Santos nas quartas de final e seguir vivo na briga pelo título do Campeonato Paulista. A fórmula é simples: repetir a raça e a dedicação que fizeram o elenco recuperar a confiança da torcida e vencer todos os jogos em casa na fase de grupos da Libertadores.

Chateado com a derrota por 2 a 1 para o Ituano na última rodada do Paulistão, o zagueiro Henrique foi o primeiro a cobrar a mudança de postura da equipe nos jogos do estadual. O capitão palmeirense ainda pede que o apagão sofrido pelo time nos minutos finais em Itu também seja usado como exemplo para a sequência da temporada.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Acho que precisamos mentalizar aquelas partidas que vencemos. Vínhamos conseguindo fazer os gols, mas hoje tomamos um gol que foi um castigo. Serve como uma lição, pois não podemos errar como hoje”, analisou o defensor do Verdão.

A opinião de Henrique foi compartilhada por Juninho. Lateral esquerdo contra o Ituano, mas utilizado como meio campista na Libertadores, o camisa 6 lembrou que a derrota no interior de São Paulo poderia ter prejudicado ainda mais o Palmeiras no Paulistão. “Tínhamos essa gordura, ainda bem que perdemos na hora certa. Agora precisamos usar o espírito da Libertadores”, ressaltou.

Já o técnico Gilson Kleina se mostra preocupado com nível técnico do adversário nas quartas de final. O treinador ressaltou a força do elenco treinador por Muricy Ramalho, atual tricampeão estadual, e pediu maturidade aos comandados para recuperar o espírito vencedor.

"Temos que recuperar os atletas e a batida desses jogos decisivos. Agora é o momento. Emocionalmente estamos evoluindo com o tempo, haja visto que fizemos os jogos decisivos contra Tigre, Ponte Preta e Libertad muito bem. Vamos mobilizar o elenco e os torcedores. Temos que voltar a ter aquela sintonia, aquele time aguerrido dentro e fora de casa", afirmou o comandante.

*Com Gazeta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas