Mobilização pelo Palmeiras atinge bom termo e rende troca de elogios

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Paulo Nobre fez questão de agradecer a mobilização da FPF, da Conmebol, das emissoras de televisão e até mesmo de clubes rivais pelo Palmeiras não ser prejudicado

Gazeta Press
Paulo Nobre elogiou a FPF

Após a reunião que definiu datas e horários dos jogos das quartas de final do Campeonato Paulista, Paulo Nobre fez questão de agradecer a mobilização da Federação Paulista de Futebol, da Conmebol, das emissoras de televisão e até mesmo de clubes rivais, que abriram mão do cronograma prévio do Estadual e da Copa Libertadores para que o Palmeiras não saísse prejudicado.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A princípio, o Palmeiras deveria entrar em campo no México, quinta-feira, pela Libertadores, e domingo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, na cidade de Santos. Atendendo a um pedido do Palmeiras à Conmebol, a partida contra o Tijuana no palco mais distante da Libertadores foi adiada para a terça-feira da próxima semana (dia 30), enquanto o jogo do Estadual foi antecipado para o sábado, às 16h15 (de Brasília).

"Só temos a agradecer por toda a mobilização das televisões envolvidas e as federações envolvidas pela sensibilidade que tiveram. O Palmeiras está muito satisfeito com a sensibilidade de todos nesses caso", explicou Paulo Nobre no conselho da FPF, antes de completar: "Tanto a Conmebol quanto as emissoras detentoras dos direitos de transmissão da Libertadores foram compreensivas e entenderam o nosso pedido".

Leia mais: FPF confirma clássico entre Santos e Palmeiras para sábado

O pedido original do técnico Gilson Kleina é para que a partida das quartas de final do Paulistão fosse realizada na sexta-feira, pois assim o Palmeiras teria tempo de descanso até o embarque, que ocorre na noite de domingo. Com chegada prevista no México para segunda-feira de manhã, o grupo já entra em campo no dia seguinte. A requisição, no entanto, foi inviabilizada pela própria logística palmeirense: "Fizemos uma consulta e não havia passagem para o grupo todo viajar no sábado. Então, já não faria tanto sentido".

"Agradeço à Federação Paulista por ter antecipado o jogo de domingo para sábado nas quartas de final, para ficar viável nossa ida ao México. Ia ser muito complicado em um dia tirar visto para toda a equipe ir ao México, fora que ia ficar humanamente impossível depois de uma viagem superlonga de volta do México, chegaríamos no sábado para um jogo decisivo no domingo. A todos os envolvidos, agradeço a sensibilidade", encerrou o presidente do Palmeiras, satisfeito pela conclusão satisfatória do imbróglio formado na última semana.

Também presente no conselho técnico realizado pela Federação Paulista nesta segunda-feira, Mário Gobbi revelou que o Corinthians era outro clube com a intenção de entrar em campo no sábado, pelo Estadual, mas se contentou em aceitar a preferência do Palmeiras. Segundo o presidente corintiano, o bom senso deve prevalecer em situações de conflito de interesses como aquele protagonizado por seu principal rival.

"Achei que ficou de bom termo. Queríamos jogar no sábado, mas não é possível. O Palmeiras joga na terça-feira, tem preferência. O bom senso tem que prevalecer, não pode ser a vontade só do Corinthians. Não adianta sair pedindo coisas sem justa causa. Explico: o Palmeiras joga na terça, o Corinthians na quarta. O Palmeiras viaja 17 horas para um lugar que a gente já foi e sabe como é (Tijuana). A gente viaja duas horas para Buenos Aires", explicou Gobbi, em troca de elogios com o mandatário palmeirense.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas