Equipe de Campinas é a atual vice-líder e quer manter posição para ter vantagem até as semifinais. Rival não tem mais objetivos no Paulistão

A Ponte Preta poderá sacramentar a vice-liderança da primeira fase do Campeonato Paulista neste domingo. A partir de 16 horas (de Brasília), no Nabi Abi Chedid, o time comandado por Guto Ferreira enfrentará o Bragantino com o objetivo de ganhar ainda mais confiança para o mata-mata estadual. A equipe da casa, ao contrário, está desanimada por não ter obtido classificação.

Diego Sacoman, zagueiro da Ponte Preta
Divulgação
Diego Sacoman, zagueiro da Ponte Preta

Com 37 pontos ganhos, a Ponte figura atrás apenas do São Paulo (que soma 41 e já confirmou a liderança) na tabela. As ameaças para a Macaca são Mogi Mirim (36), Santos (36) e Palmeiras (34), que estarão em ação no mesmo horário. Mais embaixo, o Bragantino totaliza 24, na décima colocação, e perdeu definitivamente a chance de brigar por uma vaga com a derrota por 1 a 0 para o Botafogo-SP, na rodada passada.

Por enquanto, mesmo garantido na etapa seguinte do Campeonato Paulista, o técnico Guto Ferreira não quer fazer projeções de confrontos. "Temos uma partida importante, que pode nos colocar entre os quatro e até entre os dois primeiros, o objetivo principal no momento. Só depois dá para pensar de uma maneira mais enfática no resultado final do campeonato", comentou o comandante, satisfeito com a campanha da Ponte.

Para Guto, a ambição de alguns novatos fez a sua equipe surpreender no Estadual. "Temos uma mescla de jogadores novos e experientes no elenco. Esses mais jovens estão brigando por seu espaço no futebol e souberam aproveitar a chance de evoluir em um grande time. O amadurecimento deles deixou a Ponte Preta mais coesa, mais forte. Os nossos resultados melhoraram também em função disso", observou o técnico.

Contra o Bragantino, outros jogadores terão a chance de mostrar o empenho exaltado por Guto Ferreira. A Ponte Preta tem uma série de desfalques para a partida: o lateral direito Artur, o zagueiro Ferrón (também contundido), o volante Bruno Silva, o meia Cicinho e o atacante Chiquinho estão suspensos, enquanto o defensor Wescley passou por uma cirurgia no joelho direito e só voltará a jogar em quatro meses.

Ao menos a Ponte contará com os retornos do capitão Cléber, do peruano Cachito Ramírez e do artilheiro William, que cumpriram suspensão. Guto ainda apostará em Tiago Cametá, Diego Sacoman, Geovane e Diego Rosa como novidades em sua formação. Todos estão confiantes. "Tenho certeza de que farei uma ótima partida", disse Cametá. "Quero agarrar essa chance", avisou Sacoman. "Vou dar dor de cabeça ao Guto", prometeu Rosa.Diferentemente de Guto Ferreira, o técnico Mazola Júnior não tem grandes problemas para definir a formação do Bragantino. Os atacantes Lincom e Léo Jaime até reclamaram de dores musculares durante a semana, mas deverão jogar. Outro que estará à disposição para atuar é o zagueiro Toninho, recuperado de um inchaço no tornozelo. O também defensor André Astorga e o volante Neto, operados, seguem fora da equipe.

Mesmo desanimado por não avançar ao mata-mata, o Bragantino ainda luta para terminar a primeira fase na nona posição e ter chances de disputar o Torneio do Interior. Para isso, precisa ganhar da Ponte com um placar elástico e ainda torcer pela derrota do Linense para o Mirassol. Por outro lado, o time de Bragança Paulista perderá o direito de disputar dez jogos em casa no Estadual de 2014 se tropeçar e o XV de Piracicaba superar o Botafogo-SP.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO X PONTE PRETA

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 21 de abril de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Marco Antônio Motta Júnior e Humberto Talarico Leite (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Norberto Luciano da Silveira (ambos de SP)

BRAGANTINO: Rafael Defendi; Raphael Andrade, Guilherme e Kadu; Diego Macedo, Carlinhos, Serginho, Preto e Léo Jaime; Malaquias e Lincom
Técnico: Mazola Júnior

PONTE PRETA: Edson Bastos; Tiago Cametá, Cléber, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Geovane, Diego Rosa e Cachito Ramírez; Rildo e William
Técnico: Guto Ferreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.