Técnico do Palmeiras encontrou um formato para o time e chega bem para o mata-mata

Gilson Kleina usou os jogos da primeira fase para dar um padrão de jogo ao Palmeiras
Gazeta Press
Gilson Kleina usou os jogos da primeira fase para dar um padrão de jogo ao Palmeiras

O Campeonato Paulista pareceu se arrastar durante 19 rodadas para os clubes grandes, até porque os quatro já estavam classificados para a próxima fase com dois jogos de antecedência. Mas a fórmula que pouco atraiu público na competição até agora agradou a Gilson Kleina. O técnico teve tempo para ajustar o Palmeiras .

Palmeiras prepara uma equipe para Libertadores e outra para Estadual

"Sem dúvida os jogos no Paulista foram importantes para esse acerto", avaliou o treinador, sincero ao confessar que faz o agradecimento, também, por ter conseguido resultados positivos. "É claro que dentro disso tínhamos que ganhar os jogos para atingirmos nossos pequenos objetivos, e conseguimos antecipar a classificação nas duas competições."

O Estadual serviu ao Verdão para se arrumar também na Libertadores, e as vagas nas próximas fases dos dois torneios vieram por antecipação. Feitos que serviram como prova de superação logo após a vexatória derrota por 6 a 2 para o Mirassol e como resposta aos críticos de Kleina, já que o comandante sempre teve desfalques.

"Trabalhamos com muitos atletas lesionados e se recuperando e estreando jogadores. Mas é dessa forma que o trabalho está sendo feito, e o importante é que os jogadores estão comprometidos", comentou o técnico, deixando claro todo o seu desgaste montando o time sem poder, por exemplo, usar André Luiz, Léo Gago, Rondinelly e Leandro também na Libertadores.

Este obstáculo o impede até agora de definir uma formação titular. "Foi uma fase de muito trabalho, muito mais de administração para escalar a equipe e fazer uma formatação. Viemos com um planejamento tardio e isso dificultou muito, principalmente fazendo duas competições muito equilibradas como o Paulista e a Libertadores e tendo que fazer tantas mudanças."

Embora se porte como um sobrevivente ao final das fases iniciais de Paulista e Libertadores, o técnico sabe: ser eliminado em qualquer mata-mata pode minimizar o valor de tudo que foi feito até agora. "O mais importante é que, com tudo isso, o elenco ficou fortalecido. Mas é claro que agora vão entrar fases decisivas em que temos que ser competentes e eficientes", admitiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.