"Eu volto ao Vitória quando vocês mandarem. Estou doido para voltar", disse o atacante

Contratado para ser o homem-gol do Goiás na temporada, o centroavante Neto Baiano ainda não conseguiu se adaptar aos ares do Serra Dourada. Insatisfeito com seu desempenho em Goiânia, o jogador cogita voltar a vestir a camisa do Vitória ainda neste ano. O atacante esteve no Barradão para acompanhar a goleada do Vitória sobre o Mixto-MT, na última terça-feira.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

"Eu volto ao Vitória quando vocês mandarem. Estou doido para voltar. No Goiás eu joguei cinco partidas e marquei cinco gols. Porém, as coisas não estão acontecendo como ocorreu aqui no Vitória. Deixo essa situação nas mãos do meu empresário, porque vontade de voltar eu sempre tive. Vamos ver o que vai acontecer", disse o jogador em entrevista à Rádio Itapuã .

Leia mais:  "Útil" ao Vitória, Vander afirma que está insatisfeito com a reserva

O presidente do Goiás, João Bosco Luz, disse não ter ouvido as declarações de Neto Baiano à rádio baiana e minimizou o desejo revelado pelo atacante. "O Neto Baiano tinha uma audiência em Salvador e precisava estar presente. Não tenho conhecimento sobre as suas declarações e não vejo necessidade de ouvir. Esse jogador tem contrato até o final de 2014 e sabe das suas responsabilidades como profissional. O Goiás precisa dele. Não tem relevância e não muda a minha opinião o fato de ele ter dito que deseja retornar ao Vitória. Vários jogadores já falaram que querem voltar a defender o Goiás", afirmou o dirigente, à Rádio Bandeirantes .

Em sua última passagem pelo Vitória, em 2012, Neto Baiano marcou 38 gols. Quando acertou com o Goiás, o jogador admitiu o interesse de continuar no Rubro-Negro, mas lamentou a falta de interesse demonstrada pela diretoria do clube baiano.

No início deste mês, Neto Baiano foi autuado em flagrante e detido por dirigir embriagado. O jogador também foi acusado de desacato e de resistência à prisão. O episódio aconteceu no Setor Marista, em Goiânia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.