Depois do empate contra o time chileno, houve muita confusão e o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a ser agredido

Barcos tenta roubar a bola de Gonzalez
Luis Hidalgo/AP
Barcos tenta roubar a bola de Gonzalez

O Grêmio sofreu muito, mas conseguiu passar para as oitavas de final da Libertadores. O Tricolor empatou em 1 a 1 com o Huachipato nesta quinta-feira no Chile, terminando o jogo com o zagueiro Werley totalmente sem condições de jogo. Zé Roberto fez o gol gremista no primeiro tempo e Aceval empatou de falta no fim do jogo. O Grêmio enfrentará o Santa Fé, da Colômbia, na próxima fase.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No Chile, o Grêmio jogou sem Cris e Elano. Obrigado a jogar com três volantes, os gaúchos ainda perderam Adriano no primeiro tempo por lesão. A etapa inicial foi tensa. Justamente no momento de maiores dificuldades, o time marcou seu gol, em escorada de Barcos para bela conclusão de Zé Roberto. Na etapa final, o Grêmio segurou bem o adversário, mas perdeu Werley, lesionado, sofreu um gol no fim e passou muito sufoco nos minutos finais. Depois do apito final, houve muita confusão, com torcedores invadindo o gramado e alguns jogadores gremistas sendo agredidos. O técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a ser derrubado na confusão.

O primeiro duelo entre Grêmio e Santa Fé não tem ainda data definida. Zé Roberto, suspenso, não atuará. A equipe voltará a campo segunda-feira, pelo Gauchão, na Arena, diante do São Luiz. O Huachipato, com a derrota, está eliminado.

O jogo

Precisando da vitória, o Huachipato tomou mais a iniciativa inicial, mas parou em um Grêmio com garra e bem postado. Barcos, pelo lado gaúcho, e Rodríguez, pelo chileno, deram as primeiras conclusões, fracas, de cabeça. A primeira chegada com mais perigo do jogo veio com Barcos: aos 17, ele driblou dois marcadores e chutou por cima, quando Zé Roberto ingressava na área para concluir.

Se não serviu o companheiro mais bem colocado naquele momento, Barcos se redimiria por completo aos 33 minutos: o argentino recebeu cruzamento de Alex Telles e ajeitou de cabeça para o centro da área, onde Zé Roberto girou e marcou de meia-bicicleta um golaço a favor do Tricolor.

Zé Roberto celebra gol do Grêmio contra o Huachipato
Luis Hidalgo/AP
Zé Roberto celebra gol do Grêmio contra o Huachipato

O gol veio no momento mais complicado do Tricolor do jogo. Aos 24, o time perdeu Adriano, lesionado, entrando em seu lugar Alex Telles. André Santos passou para o meio-campo. Ainda buscando se encontrar, o Grêmio ameaçava sofrer pressão. Aos 29, Rodríguez recebeu na área e chutou forte, para boa defesa de Dida, no lance mais perigoso do Huachipato no primeiro tempo.

Rodríguez teve nova chance no minuto seguinte ao gol gremista, mas Dida saiu bem e evitou a conclusão. Aos 42, foi Aceval, em cobrança de falta, que obrigou o goleiro gremista a mandar para escanteio. O Grêmio responderia aos 46, com Barcos, que girou e chutou para defesa de Veloso.

O segundo tempo começou com duas más notícias para o Grêmio: Zé Roberto levou o segundo amarelo e não atuará no primeiro jogo das oitavas. A seguir, o Fluminense marcou contra o Caracas e tirou o time gaúcho da liderança do grupo. Dentro de campo, porém, a equipe de Luxa seguiu segura defensivamente. O Huachipato insistia na bola aérea buscando Rodríguez, mas não obtinha sucesso.

As 24, Zé Roberto deixou claro que fará muita falta ao time no jogo de ida das oitavas. Fez grande jogada, tabelou com Vargas, driblou outro marcador e chutou rente ao poste, quase fazendo o segundo do Grêmio. Com a má atuação do chileno, aos 33, Welliton entrou em seu lugar. Ao mesmo tempo, Barcos deixou o campo para a entrada de Kleber.

A situação ficou mais dramática para o Grêmio aos 37, quando Werley se lesionou e o Grêmio não poderia mais substituir ninguém. O zagueiro voltou a campo no sacrifício, sem quaisquer condições, apenas para fazer número. O clima ficou ainda mais tenso aos 44, quando Aceval empatou, de falta. O Huachipato veio com tudo para cima nos minutos finais, mas o Grêmio segurou na base da garra e saiu do Chile com a vaga nas oitavas. Ao final do jogo, jogadores gremistas foram agredidos na saída para o vestiário. O técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a ser derrubado na confusão e alguns torcedores invadiram o gramado.

FICHA TÉCNICA
HUACHIPATO 1 x 1 GRÊMIO

Local: Estádio CAP, Talcahuano (Chile)
Data: 18 de abril de 2013, quinta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Martín Vázquez
Assistentes: Miguel Nievas e Nicolas Tarán (trio uruguaio)
Público: 9.032
Cartão amarelo: Arrué e Muñoz (Huachipato); Zé Roberto, Pará, Vargas e Fernando (Grêmio)

Gols:
HUACHIPATO: Aceval, aos 44 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Zé Roberto, aos 33 minutos do primeiro tempo

HUACHIPATO: Veloso; Contreras, Aceval, Muñoz e Crovetto; Reyes, Núñez (Llanos), Sandoval (Arrué) e González; Falcone (Reynero) e Rodríguez
Técnico: Jorge Pellicer

GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Bressan e André Santos; Fernando, Souza, Adriano (Alex Telles) e Zé Roberto; Vargas (Welliton) e Barcos (Kleber)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.