São Paulo venceu rival por 2 a 0 na noite da última quarta-feira e terá de enfrentá-lo novamente, desta vez pelas oitavas de final da Libertadores

A Conmebol reservou as três próximas semanas para realizar os confrontos de oitavas de final da Copa Libertadores. E isso preocupa o técnico Ney Franco, do São Paulo, que tem o Atlético-MG pela frente. O treinador pediu bom senso à entidade na hora de definir a data dos duelos.

Após sair da "UTI", São Paulo se vê capaz de ser tetracampeão da Libertadores

O São Paulo teve o meia Jadson e o atacante Osvaldo convocados à seleção brasileira para o amistoso contra o Chile, marcado para a próxima quarta-feira, quando já haverão duelos eliminatórios do torneio continental. Pelo lado do Atlético-MG, foram chamados o zagueiro Réver, o lateral-direito Marcos Rocha e o meia Ronaldnho Gaúcho.

“Temos três data e o bom senso vai prevalecer. O jogo não vai ser no mesmo dia da partida do Brasil. Isso é bom senso. Se acontecer, a seleção deverá ser desfalcada destes atletas”, disse Ney Franco em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o clube mineiro na noite de quarta-feira.

Com o resultado, somado ao triunfo do Arsenal de Sarandí em cima do The Strongest, os são-paulinos se classificaram para o mata-mata da Libertadores com a pior campanha entre os 16 que avançam. Como o Atlético-MG foi a melhor equipe da fase de grupos, ambos voltarão a se enfrentar.

Com Atlético-MG pela frente, São Paulo desafia tabu contra brasileiros

Se o bom senso pedido por Ney Franco for seguido, as partidas deverão ocorrer nos dias 1º e 8 de maio. O jogo de ida será realizado no Morumbi, enquanto a volta acontece no estádio Independência.

Há ainda a possibilidade destes duelos não serem realizados em quartas-feiras para que não coincidam com compromissos de outras equipes brasileiras. Neste caso, pensando também no Campeonato Paulista, o treinador do São Paulo pediu apenas para não ter de atuar em uma terça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.