Presidente do Fluminense quer comprar clube dos EUA para expandir sua marca

Por O Dia |

compartilhe

Tamanho do texto

Peter Siemsen disse à revista "Forbes" que pretende realizar intercâmbio de jogadores

Gazeta Press
Peter Siemsen pretende abrir filiar do Flu nos EUA

Um dos mais recentes objetivos do Fluminense é aumentar sua visibilidade no exterior. Após os frequentes acordos feitos pela diretoria do clube com diversos clubes estrangeiros, o presidente Peter Siemsen revelou um novo ideal para os projetos tricolores: adquirir um clube dos Estados Unidos.

Deixe seu comentário para esta notícia

"Nosso objetivo é encontrar um time de futebol nos Estados Unidos e trazer o nome do Fluminense, da marca e excelência na gestão de futebol. Pode ser muito positivo, pois aqui há um sentido de comunidade em torno de clubes de futebol locais. Estamos com o objetivo de adquirir uma equipe de futebol americano jogando não na Major League Soccer (MLS), mas em uma das duas ligas secundárias", disse Siemsen em entrevista à Forbes, que admitiu que o ideal é mais uma vertente do projeto de internacionalização do Flu.

Fifa divulga que jogadores brasileiros lideram transferências internacionais

"É parte de nosso plano de expansão internacional. Vamos tentar fortalecer não só marca Fluminense, mas também a nossa imagem de excelência em gestão de futebol, ao mesmo tempo que desenvolvemos novos mercados consumidores. No início, não está necessariamente relacionado à compra e venda de jogadores de futebol. Nós já temos parcerias com outros clubes para fazer isso em todo o mundo", comentou Siemsen.

Celso Barros é celebrado pelos jogadores do Fluminense após o título conquistado em Presidente Prudente. Foto: PhotocameraCelso Barros na roda dos campeões brasileiros no centro do gramado do Prudentão. Foto: PhotocameraTorcida do Fluminense tem muito carinho pelo presidente da Unimed. Foto: Photocamera"Urubu otário, o Celso Barros tem dinheiro pra c...", costumam cantar torcedores do Fluminense para os flamenguistas nos Fla-Flus. Barros é ídolo da torcida. Foto: PhotocameraNo Engenhão o presidente da Unimed é tratado como um astro do elenco estrelado montado por ele. Foto: PhotocameraBarros abraça Cavalieri após a final do Campeonato Carioca deste ano. Ele tem presença privilegiada nas grandes comemorações. Foto: PhotocameraAssinatura de contrato com Fred, dono do maior salário do elenco e garoto propaganda da Unimed. Foto: PhotocameraA proximidade de Barros com o dia a dia do clube é até maior que a de dirigentes do Fluminense. "Como está o tornozelinho", perguntou a Emerson em 2010. Foto: PhotocameraCelso Barros também foi responsável pela chegada de Thiago Neves na sua primeira passagem pelo Flu . Foto: PhotocameraQuando Washington anunciou sua aposentadoria foi Celso Barros que conduziu sua despedida. Foto: PhotocameraCelso Barros participa da apresentação de todos grandes nomes que chegam ao Flu, como com Muricy Ramalho em 2010. Foto: PhotocameraO presidente da Unimed costuma frequentar os treinos do Fluminense e tem ótima relação com Abel Braga. Foto: PhotocameraBarros contratou Rodrigo Caetano para comandar o departamento de futebol do Flu no início de 2012. Foto: PhotocameraCom apoio da Unimed, o Flu contratou Thiago Neves em 2012. Ele estava no Flamengo. Foto: PhotocameraCelso Barros ganhou faixa confeccionada pelo torcedor Celso Mendes. Foto: PhotocameraFaixa da torcida em homenagem ao presidente na arquibancada do Engenhão. Foto: Photocamera
Leia tudo sobre: fluminenseestados unidoseuafutebol mundialpeter siemsen

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas