Em comunicado, Fifa e COL prometem vigiar obras do Mané Garrincha

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Os responsáveis pela obra culparam as fortes chuvas na capital federal pelo atraso na entrega que aconteceria neste domingo

O adiamento da inauguração do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, deixou a Fifa e o Comitê Organizador Local (COL) ressabiados. Os responsáveis pela obra culparam as fortes chuvas na capital federal pelo atraso na entrega que aconteceria neste domingo e agora serão observados de perto até o fim do novo prazo, em 18 de maio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Nesta terça-feira o diretor-geral da Fifa no Brasil, Ron DelMont, o diretor executivo do COL, Ricardo Trade, e o secretário executivo do ministério do Esporte, Luis Fernandes, participaram de reunião com Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal e esclareceram os motivos que levaram ao adiamento da entrega do estádio que receberá a abertura da Copa das Confederações no dia 15 de junho.

Obras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iGObras do Mané Garrincha, estádio de Brasília para a Copa do Mundo e Copa das Confederações, em março de 2013. Inauguração será  em 18/5. Foto: Luís Araújo/iG


Confira o comunicado oficial emitido pela Fifa e pelo COL nesta terça-feira:

O diretor-geral da FIFA no Brasil, Ron DelMont, o CEO do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trade, e o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, se reuniram nesta terça-feira (16/4) com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, o Secretário Extraordinário do Distrito Federal para a Copa do Mundo da FIFA, Claudio Monteiro, e o corpo técnico responsável pelas obras do Estádio Nacional, em Brasília.

Durante o encontro e a visita às obras, a sede apresentou o novo cronograma de trabalhos após o adiamento da entrega para o dia 18 de maio. A FIFA e o COL demostraram preocupação com os prazos apertados e o curto período disponível para os eventos-testes que garantem o sucesso operacional de eventos da magnitude da Copa das Confederações da FIFA.Os representantes da FIFA e do COL, no entanto, revisaram as soluções apresentadas pelo governador Agnelo Queiroz e marcaram uma nova inspeção ao estádio em duas semanas. O monitoramento diário e in loco das obras dos estádios e da contratação e montagem das estruturas temporárias por meio das equipes operacionais do COL já presentes nas seis sedes da Copa das Confederações da FIFA também serão intensificados.

A FIFA e o COL voltam a ressaltar que é exatamente por desafios naturais encontrados em grandes obras - como a série de chuvas fortes observadas em Brasília - que os estádios devem ser entregues com a antecedência necessária e reforçam mais uma vez que atrasos como os observados não serão tolerados para os estádios que receberão apenas jogos da Copa do Mundo da FIFA, que envolve um número significativamente maior de sedes, equipes, torcedores, jogos, jornalistas e telespectadores.

Isso significa dizer que a flexibilidade observada nos prazos da Copa das Confederações da FIFA não será a mesma para a Copa do Mundo da FIFA, quando não serão feitas exceções e todos os estádios deverão ser entregues até o fim de dezembro deste ano, sem concessões por parte da FIFA.

Atenciosamente,

Departamentos de Comunicação do COL e da FIFA.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas