Direitos de Dedé estão penhorados e impedem depósitos de R$ 14 milhões do time mineiro

O Dia

Dedé se despediu ontem dos companheiros de Vasco e recolheu todos os pertences, em São Januário. Apesar da transferência para o Cruzeiro não ter sido oficializada, o negócio já é dado como certo pelo jogador. O clube mineiro só não fez o pagamento de R$14 milhões, porque parte dos direitos de Dedé estão penhorados, devido a uma dívida do Vasco com Romário.

Leia também: Em clima de despedida e descontração, Dedé treina à parte em São Januário

Com isso, a quantia teria que ser depositada na conta de Romário por exigência da Justiça. Recentemente, o Vasco se comprometeu a pagar ao ex-jogador 120 parcelas no valor de R$150 mil. Ontem, advogados de Vasco e Romário se reuniram para tentar resolver o impasse. Enquanto isso, a negociação segue sem fechamento.

Em relação aos jogadores emprestados ao Vasco, o meia Alisson só espera a oficialização do negócio para viajar ao Rio. Já o atacante Wellington Paulista, do West Ham, gostou da ida para o Vasco, mas deseja um contrato mais longo recusando assim o empréstimo até o fim do ano. Com a lesão do lateral Diego Renan, o terceiro jogador no acerto está indefinido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.