Vasco confirma substâncias de doping de Carlos Alberto, mas o isenta de culpa

Por O Dia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em nota, Vasco alerta que seguirá esperando o resultado da contraprova para definir atitudes que tomará sobre caso de doping de Carlos Alberto

Após a notícia de que Carlos Alberto fora flagrado no exame antidoping, o Vasco se pronunciou ainda nesta terça-feira sobre o fato. Em nota oficial, o clube alertou que seguirá esperando o resultado da contraprova para definir as atitudes a tomar pela defesa do atleta, mas alegou que o fato deve ter ocorrido em razão de um medicamento utilizado pelo jogador em um tratamento ortomolecular, o isentando de culpa pelo caso.

Carlos Alberto, meia do Vasco. Foto: DivulgaçãoEder Luís e Carlos Alberto comemoram a vitória do Vasco contra o Audax. Foto: Gazeta PressCarlos Alberto, meia do Vasco. Foto: André Mourão / Agência O DiaBernardo e Carlos Alberto comemoram gol do Vasco. Foto: Flickr/VascoCarlos Alberto comemora o gol do Vasco . Foto: Gazeta PressCarlos Alberto tenta fugir da marcação do Botafogo. Foto: Gazeta PressJogador não sabe se mantém estilo ou volta a usar tranças. Foto: Site oficial, Marcelo SadioCarlos Alberto disputa a posse de bola. Foto: Gazeta PressSeguido por Carlos Alberto, Alessandro se prepara para dominar a bola. Foto: Futura PressJael disputa a bola com Carlos Alberto. Foto: AEDouglas, Gabriel e Carlos Alberto comemoram mais um gol na vitória por 3 a 0 contra o Oriente Petrolero. Foto: AFPCarlos Alberto faz treino físico nesta sexta. Foto: AE


Nota Oficial do Vasco

"O Departamento Médico do Club de Regatas Vasco da Gama foi informado através de ofício da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), datado de 15/04/2013, do resultado analítico adverso, com a presença de traços das substâncias Hidroclorotiazida e Carboxi-Tamoxifeno (metabólico do tamoxifeno) na amostra de urina do atleta Carlos Alberto Gomes de Jesus, no jogo Vasco x Fluminense, em 02/03/2013.

Temos a esclarecer o seguinte:

1 - Foi solicitado pelo atleta a análise da contraprova ao laboratório LADETEC, no prazo legal;

2 - Se confirmada pela contraprova, a presença das substâncias referidas, estas, na nossa visão, não denotam dolo por parte do atleta e, sim, contaminação cruzada na confecção dos suplementos medicamentosos (medicação ortomolecular) os quais o atleta já faz uso há mais de um ano, com autorização do clube.

Estamos tomando todas as medidas necessárias para identificar as causas desse problema e apresentar a defesa do atleta.

Clovis Munhoz
Diretor Médico"

Leia tudo sobre: vascocarlos albertodopingcarioca 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas