Botafogo pega o Nova Iguaçu de olho em vantagens nas fases finais

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Campeã da Taça Guanabara, equipe busca obter vantagem de pode empatar nas semifinais da Taça Rio e até mesmo na grande decisão

Já classificado para as semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, e liderando o Grupo A com 15 pontos e cem por cento de aproveitamento. Esse é o Botafogo que neste domingo encara o Nova Iguaçu, às 16h (de Brasília), em Moça Bonita, campo do Bangu, no Rio de Janeiro, pela penúltima rodada. O time, que no meio de semana fez 3 a 1 no Friburguense, busca o resultado positivo mesmo assim, pois quer ter mais pontos que seus concorrentes e obter vantagem de pode empatar nas semifinais e até mesmo na grande decisão. Já o representante da Baixada Fluminense, com oito pontos, está embalado pela vitória de 1 a 0 sobre o Volta Redonda.

Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, conversou com seus jogadores sobre a importância de uma vitória sobre o Nova Iguaçu. O resultado positivo garante a primeira posição da chave e ainda deixa a equipe em excelentes condições de se tornar o maior pontuador na classificação geral, que leva em consideração o somatório dos dois turnos e dá vantagem na decisão, caso o Alvinegro não seja campeão direto, conquistando também a Taça Rio. O Botafogo foi o campeão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Estadual.

- Logicamente que queremos ter essas vantagens na fase mais decisiva da competição. Na Taça Guanabara não conseguimos entrar com a vantagem e todos viram como tivemos que nos esforçar para conseguir o título. Claro que as decisões serão complicadas do mesmo jeito, mesmo com a vantagem, mas com a competição equilibrada como está, não é bom abrir mão disso - afirmou Oswaldo.

Na visão dos jogadores do Botafogo, é importante a equipe entrar em campo dominando as ações e não deixando o Nova Iguaçu "gostar" da partida. Para eles essa é a melhor estratégia quando se enfrenta um rival de menor investimento.

- Nós sabemos que está cada vez mais complicado enfrentar essas equipes de menor investimento, como é o caso do Nova Iguaçu, que subiu de produção no segundo turno. Dessa maneira, a melhor forma de conseguir ganhar é evitar que o adversário tenha a coragem de impor o próprio ritmo. Cabe ao Botafogo tomar a iniciativa do confronto e procurar dominar as ações, de preferência construindo logo a vantagem - disse o goleiro Jéfferson.

Em termos de escalação, Oswaldo evitou antecipar a escalação que vai a campo, mas já avisou que vai preservar alguns titulares que estão desgastados por conta do excesso de jogos. O volante Marcelo Mattos, os meias Lodeiro e Fellype Gabriel e o atacante Rafael Marques deverão ser os poupados, já que na quarta-feira da próxima semana a delegação viaja para Brasília para enfrentar o Sobradinho na estreia na Copa do Brasil. Assim, atletas como os volantes Renato e Jadson e o atacante Bruno Mendes ganharão uma oportunidade entre os titulares.

Pelo lado do Nova Iguaçu, o técnico Leonardo Condé pretende ver a sua equipe repetindo o mesmo volume de jogo exibido contra o Volta Redonda. A atuação é considerada um dos modelos pelo treinador.

- O Volta Redonda, assim como o Botafogo, uma equipe bem treinada e estruturada. Passamos para os jogadores que para equilibrar o jogo precisaríamos brigar muito, porque eles estavam com um conjunto muito bom. Os jogadores entenderam isso e se entregaram, e colocaram também a qualidade técnica dentro do jogo. Em vários momentos tivemos o controle, trabalhamos bem a bola. Portanto, acredito que se repetirmos isso neste domingo, temos boas condições de conquistar um bom resultado - afirmou Condé.

Para este compromisso o Nova Iguaçu vai repetir a formação que derrotou o Volta Redonda. O meia Léo Salino, considerado um dos mais experientes do atual elenco, recebeu o terceiro cartão amarelo neste jogo, mas a diretoria decidiu pagar a multa imposta pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) para poder escalar o atleta.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X NOVA IGUAÇU

Local: Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de abril de 2013 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos (RJ)
Assistentes: Wagner Santos (RJ) e Jackson dos Santos (RJ)

BOTAFOGO: Jéfferson, Edilson, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Gabriel, Jadson, Renato, Lucas e Seedorf; Bruno Mendes
Técnico: Oswaldo de Oliveira

NOVA IGUAÇU: Jefferson, Marcelinho, Leonardo, Sílvio e Uallace; Filipe, Léo Salino, Rodrigo Souza, Dieguinho e Gláuber; Maycon
Técnico: Leonardo Condé

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas