O atacante reagiu de maneira diferente à de Tite quando foi informado de que o cruzamento das oitavas de final pode colocar Corinthians e Palmeiras frente a frente

O atacante Romarinho disputou três clássicos contra o Palmeiras desde que chegou ao Corinthians . Foram quatro gols marcados, decisivos em duas vitórias alvinegras do ano passado e no empate desta temporada, com direito a um tento de letra e a uma comemoração que irritou a torcida rival – revolta que acabou lhe causando a perda de quatro mandos de campo no último Campeonato Brasileiro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Por isso, o atacante reagiu de maneira diferente à de Tite quando foi informado de que o cruzamento das oitavas de final da Copa Libertadores pode colocar Corinthians e Palmeiras frente a frente. “Tomara que a gente pegue o Palmeiras. Vamos ver, não importa quem vier”, afirmou.

Em uma entrevista bem ao estilo Romarinho, concedida à beira de um dos campos do CT do Parque Ecológico, o atleta acabou concordando com o treinador ao apontar uma teórica facilidade maior contra um adversário estrangeiro. Entre os não brasileiros, ele também tem uma vítima favorita.

Leia mais: Ministro garante "desfecho favorável" para estádio do Corinthians

“Seria legal também enfrentar o Boca Juniors. (La Bombonera) foi um estádio que marcou a minha carreira. Se eu tiver a oportunidade de voltar lá e marcar outro gol, vai ser muito bom”, comentou, antes de fazer mais uma volta em sua linha de raciocínio bem particular: “Depende, pode ser qualquer um”.

Com a vitória de quarta-feira sobre o San José, com ótima atuação de Romarinho, o Corinthians assumiu a segunda colocação geral da Copa Libertadores. A pior das hipóteses para o time alvinegro é a sexta melhor campanha.

Veja também: Edu Gaspar diz que Corinthians está na briga para ter Tevez

Ainda é prematuro apontar um Derby nos mata-matas da Libertadores – algo que causa péssimas recordações aos alvinegros e ótimas aos alviverdes –, mas a possibilidade existe. Com Romarinho em boa fase, o que pode estar passando na cabeça dos palmeirenses? “Na cabeça deles? Aí você tem que perguntar para eles”, sorriu o atacante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.