Cruzeiro passa pelo CSA por 3 a 0 e elimina partida de volta

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe mineira, tetracampeã da Copa do Brasil, venceu com gols de Diego Souza, Dagoberto e Ricardo Goulart

O Cruzeiro estreou sem muito brilho na Copa do Brasil, mas fez o suficiente para eliminar o jogo de volta contra os alagoanos do CSA. A Raposa venceu por 3 a 0, no estádio Rei Pelé, mas teve dificuldades, principalmente no primeiro tempo, quando os donos casa pressionaram bastante a equipe mineira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo armador Diego Souza, que aproveitou lançamento preciso de Dagoberto, que cobrou falta do campo de defesa, encontrando o companheiro em condições de bater rasteiro, na saída do goleiro Flávio. Dagoberto ampliou em cobrança de pênalti que ele mesmo sofreu, e Ricardo Goulart fechou o placar com belo gol em jogada individual.

Depois de estrear na Copa do Brasil, a Raposa dá um tempo na competição nacional e passa a pensar no Mineiro. No domingo, o time celeste vai receber o Nacional, no Mineirão, e precisa pontuar para não correr riscos de perder a ponta do estadual. Já o CSA-AL terá compromisso no domingo, encarando o ASA-AL.

O jogo - Sem tomar conhecimento do adversário, o Cruzeiro iniciou a partida a todo o vapor, e logo aos quatro minutos Everton acertou um belo chute cruzado, que explodiu na trave do goleiro Flávio. O CSA respondeu com Diego Clementino, que tentou arremate colocado na entrada da área, mas errou alvo.

Com as duas equipes atuando de forma aberta atrás do gol, o jogo apresentou um cenário de muita movimentação, melhor para o Cruzeiro, que aos nove minutos, chegou ao gol com armador Diego Souza, que aproveitou lançamento em profundidade e bateu rasteiro, na saída de Flávio. Os alagoanos não se intimidaram com o tento celeste e igualaram as ações, criando chances de empatar.

Aos 22, Alex recebeu com liberdade, na cara do goleiro Fábio, mas faltou tranquilidade para o armador, que mandou sobre o travessão do goleiro celeste. Percebendo o crescimento dos donos da casa, o técnico Marcelo Oliveira passou cobrar dos atletas cruzeirenses que avançassem as linhas de marcação, saindo do campo de defesa.

Apesar das cobranças do treinador da Raposa foram os alagoanos que passaram a ter maior posse de bola, perdendo várias oportunidades de igualar o marcador. Aos 32, Rodolfo desviou cruzamento de Leandrinho, que assustou os torcedores cruzeirenses presentes no estádio Rei Pelé. Os primeiros 45 minutos terminaram com vantagem mineira, mas sem mostrar um bom futebol.

Na volta para a etapa complementar, o panorama da partida continuou apresentando um cenário com o CSA bem agressivo, na busca pelo gol de empate. Aos quatro minutos, Rodolfo arriscou arremate de fora da área e carimbou a trave de Fábio. A resposta celeste surgiu com Dagoberto, que foi derrubado dentro da área, o árbitro Jailson Macedo Freitas marcou pênalti para os mineiros.

O próprio Dagoberto foi para a cobrança e deslocou o goleiro Flávio para ampliar a vantagem cruzeirense, dando um verdadeiro banho de água fria nos alagoanos, que estavam animados. Após alguns minutos de jogo morno, o CSA voltou a perseguir o gol de honra, para pelo menos garantir o jogo de volta no Mineirão.

Ao se lançar para o ataque, os donos da casa deram muitos espaços para os contra-ataques do Cruzeiro, que só conseguiu aproveitar aos 41, quando Ricardo Goulart fez jogada individual, ganhando dos zagueiros adversários para liquidar o CSA e sacramentar a classificação da Raposa com um belo gol. Os mineiros aguardam o vencedor do confronto entre Resende e Caxias para conhecer o próximo adversário.

FICHA TÉCNICA - CSA-AL 0 X 3 CRUZEIRO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 10 de abril de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Dijalma Silva Ferreira (BA)
Cartão amarelo: Tinga (Cruzeiro)

Gols:
CRUZEIRO: Diego Souza, aos nove minutos do primeiro tempo; Dagoberto, aos oito e Ricardo Goulart, aos 43 minutos do segundo tempo

CSA-AL:
Flávio; Leandrinho, Leandro, Adalberto e Fabiano; Robson (Anderson), Elyeser, Rodolfo (Levi) e Alex (Marcinho); Diego Clementino e Everaldo
Técnico: Beto Almeida

CRUZEIRO:
Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Léo e Everton; Leandro Guerreiro, Nilton (Uelliton), Éverton Ribeiro (Tinga) e Diego Souza (Ricardo Goulart); Dagoberto e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

Confira todos os resultados da noite na Copa do Brasil:

Santa Cruz-PE 2 x 0 Guarani de Juazeiro
Águia de Marabá 1 x 2 Nacional-AM
Luziânia 0 x 0 Fortaleza
Confiança-SE 1 x 0 Guarani
Tupi 1 x 0 Luverdense
Aracruz 1 x 1 Joinville
Cametá 0 x 7 Atlético-GO
Arapongas 1 x 0 São Caetano
Desportiva-ES 1 x 4 Figueirense
Salgueiro 2 x 0 Boa Esporte Clube
Oratório 1 x 3 Goiás
Gurupi 2 x 3 América-MG
Santa Cruz-RN 0 x 0 ASA
Campinense-PB 0 x 1 Sampaio Correa-MA
Volta Redonda 1 x 0 Avaí
São Raimundo-RR 0 x 2 Paysandu-PA
Ji-Paraná 0 x 1 América-RN
Fast 1 x 1 CRB

Leia tudo sobre: cruzeirocsadiego souzadagobertoricardo goulart

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas